Contra desperdício, islandeses banem caixinhas de papelão para pastas de dente


Islândia bane caixa de papelão como envoltório de pasta de dente
PUBLICIDADE ANUNCIE

Ao comprar uma pasta de dente, a primeira coisa que fazemos após abrir a embalagem é jogar a caixinha de papelão ou plástico no lixo. Mas será que é realmente necessário que a pasta de dente venha dentro de uma caixa, uma vez que o próprio produto já seja envolvido em plástico? A Islândia entende que não.

Lá, 90% de todos os tubos de pasta dental são vendidos sem caixa. A caixa de papelão tem uma função exclusivamente estética, mantida há décadas, nunca reimaginada. Apesar do material ser reciclável, não há razão para continuar investindo (e desperdiçando!) água e energia em sua fabricação.

Leia também: Aplicativo ‘Comida Invisível” combate desperdício de alimentos via geolocalização

Na Islândia, as coisas são diferentes porque o governo e a população pressionaram as empresas a mudarem sua lógica de fabricação. Evita-se o desperdício e valoriza-se o consumo consciente.

Esse debate veio à tona depois que o ativista chileno Alan Rodrich criou um abaixo-assinado no site Change.org, cujo objetivo é pressionar as grandes marcas de pastas dentais a abandonarem as caixinhas na venda das pastas.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Mais (boas) novidades na Islândia

O abaixo-assinado ganhou assinantes e adeptos do mundo todo, que desejam replicar essa cultura positiva dos islandeses.

Mas não para por aí: a Islândia quer a partir do próximo ano proibir o uso e venda de plásticos descartáveis, os chamados “plásticos de uso único”, e impedir sua circulação em lojas e mercearias do país. Uma lei foi aprovada e sancionada no Parlamento, regulamentando o fim desses agentes poluentes.

No início deste ano, os islandeses também baniram para sempre o uso de talheres, pratos e copos do tipo descartáveis (essencialmente de plástico), além de canudos, sacolas e cosméticos produzidos com micropartículas plásticas.

Leia também: Estudantes do Paraná criam sistema de baixo custo para evitar desperdício de água

O objetivo do governo é estimular o hábito da utilização de sacolas reutilizáveis entre a população – tanto consumidores quanto comerciantes.

Um projeto de lei discutido pelo gabinete da primeira-ministra progressista Katrín Jakobsdóttir é adotar junto às prefeituras e condados um dispositivo de coleta de materiais recicláveis e o fomento mais abrangente de políticas sustentáveis e pró-meio ambiente nos próximos anos.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: Iceland Mag/Foto: Reprodução/YouTube

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar