Até 2020 todos os consumidores terão acesso fácil aos pontos de coleta de cápsulas, anuncia Nespresso

Uma xícara de café expresso pode proporcionar uma experiência sensorial incrível e nem por isso ser nociva ao meio ambiente.


reciclagem nespresso pontos de coleta de nespresso
PUBLICIDADE ANUNCIE

Nada melhor do que acordar e tomar uma xícara de café bem quentinho, não é mesmo? O seu aroma, gosto e sabor são irresistíveis. A história dessa paixão nacional já tem mais de dois séculos e fez do Brasil o maior produtor do mundo. E a forma como bebemos café também mudou muito de lá para cá. Temos mais opções de preparo, lotes especiais de grãos para paladares mais exigentes, novas marcas surgindo aqui e ali. Mas, a principal revolução veio mesmo foi com as as cápsulas. E são elas que têm mudado os hábitos de consumo do brasileiro.

cápsulas nepresso
Para onde vão as cápsulas?

Essa modalidade de café permitiu praticidade e agilidade no preparo da bebida, ou seja, em qualquer período do dia, em menos de 30 segundos, podemos saboreá-lo em diferentes intensidades.  Foi com o advento das cápsulas permitiram que o café espresso pudesse ser feito de maneira simples, com a mesma qualidade das cafeterias e, o melhor, em casa.

A praticidade, porém, trouxe questões relevantes: para onde vão essas cápsulas? Ou ainda: como descartar corretamente? Muita gente tem essas dúvidas, inclusive foram as que mais apareceram no quiz que fizemos em nosso Instagram, confiram aqui.

Para elucidar essas e outras dúvidas, além de entender como o consumo de cápsulas e sustentabilidade se unem, nada melhor do que contar sobre o sistema de reciclagem desenvolvido pela Nespresso.

A companhia mostra uma grande preocupação em proporcionar aos amantes do café uma experiência extraordinária, mas vai além disso, deseja que esta experiência crie um impacto positivo ao meio ambiente e à sociedade como um todo. Para garantir que toda xícara de café Nespresso seja positiva, a  marca criou um planejamento global intitulado de The Positive Cup (A xícara  Positiva) e que consiste na aquisição sustentável do café – do produtor até a destinação final.

produtores de café nespresso cápsulas

O primeiro passo foi a escolha da matéria-prima das cápsulas, que são de alumínio. Muitas empresas ainda produzem as embalagens das cápsulas com a mistura de matérias-primas e isso dificulta a reciclagem. O alumínio, além de ser infinitamente reciclável e leve, protege e conserva o café fresco. A porção individual evita desperdícios.

Desde 2011, a Nespresso possui no Brasil um sistema próprio de triagem que prepara o resíduo para ser reciclado e voltar à cadeia de produtos. Para isso, foi desenvolvido maquinário próprio, que atua na separação mecânica e sem água do alumínio e da borra do café: o alumínio vai para a reciclagem e o pó de café se transforma em adubo rico em nutrientes, comercializado pela empresa Biomix. Portanto, você não precisa lavar e nem abrir as cápsulas para reciclar, ok?

PUBLICIDADE ANUNCIE
cápsulas sendo separadas
As cápsulas passam por uma triagem.

Investimento em reciclagem no Brasil

Com um investimento anual de mais de R$ 5 milhões de reais em ações ligadas à reciclagem de cápsulas de alumínio no Brasil, o Centro de Reciclagem Nespresso fica na região metropolitana de São Paulo e recebe atualmente 20% das cápsulas comercializados pela marca – visitamos essa semana, aliás, e pudemos conferir de perto todo o processo.

Para aumentar esse volume, é preciso que o consumidor busque o descarte correto. São mais de 90 pontos próprios que atendem nas proximidades de 80% dos clientes atuais. A meta é que em 2020, ano que vem, 100% dos consumidores tenham acesso fácil aos pontos de coleta (saiba o ponto de coleta mais próximo aqui).

centro de reciclagem nespresso cápsulas
Imagem do Centro de Reciclagem Nespresso, em Osasco – SP

“Para avançarmos na reciclagem de cápsulas de café, o engajamento do consumidor é fundamental. Ao escolher uma marca, além do atributo qualidade, é muito importante avaliar se o fabricante oferece alternativas para a reciclagem pós-consumo”, comenta André Vilhena, diretor executivo do CEMPRE (Compromisso Empresarial para Reciclagem), uma associação sem fins lucrativos dedicada à promoção da reciclagem dentro do conceito de gerenciamento integrado do lixo.

A companhia também aposta em métodos menos poluentes de logística, como o delivery verde na qual as entregas domésticas são feitas de bicicleta e em carros elétricos para as empresas clientes nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Ficou curioso em conhecer o Centro de Reciclagem Nespresso? Se inscreva pelo site aqui e participe de visitas guiadas. Desde a abertura para visitação pública, o local já recebeu mais de mil visitantes. Quem não está em São Paulo, pode acessar o tour virtual, clicando aqui.

banner patrocinado

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar