Técnico de enfermagem que dormia no terraço usa dinheiro de vaquinha para ajudar outras pessoas

Clique e ouça:

Essa história do bem não para de nos surpreender e encher de orgulho. Joseildo Silva é um técnico de enfermagem que estava dormindo no terraço de casa para proteger a mãe idosa, já que ele trabalha em uma unidade que atende pessoas com suspeita da Covid-19.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Depois de ter sua história contada aqui no Razões para Acreditar, várias pessoas se dispuseram a ajudar. Fizemos uma vaquinha na VOAA, e já arrecadamos uma boa grana para o Ildo. E sabe o que ele está fazendo com o dinheiro? Ajudando muitas outras pessoas. Por isso continuamos com a campanha para que ele consiga agora reformar a casinha que mora com a mãe e irmãs, para contribuir clique aqui.

Isso mesmo! Se era o Joseildo que precisava de ajuda, com os valores que ele recebeu de milhares de doadores, ele está multiplicando essa ajuda em doações para outras pessoas e até instituições.

Estou muito feliz porque através dessa doação estou podendo ajudar muito mais gente que precisa tanto quanto eu“, disse. Que demais essa corrente do bem que só se multiplica, né?

Joseildo entregou doações em lar de idosos onde estagiou pela primeira vez

Ildo fez questão de fazer doações na primeira instituição onde estagiou como técnico de enfermagem. É um abrigo de idosos chamado Lar da Sagrada Face, na cidade de Lagoa Seca (PB).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Técnico de enfermagem que dormia no terraço de casa para proteger mãe entregando cestas básicas a instituição
Joseildo fez questão de ir entregar pessoalmente as doações, mesmo que não pudesse rever as pessoas do abrigo. Foto: Rafael Melo Poeta/Razões para Acreditar

Ele entregou lençóis, alimentos, álcool em gel, luvas e produtos de limpeza. “Tô tendo a oportunidade de ajudar o lugar onde tive a primeira oportunidade de estagiar, de cuidar dos senhorezinhos de idade e de ficar perto deles”, disse Ildo emocionado.

Técnico de enfermagem com turma de estudantes no estágio em abrigo de idosos
Ildo estagiou pela primeira vez como técnico de enfermagem com a sua turma em 2012 no Lar da Sagrada Face. Foto: Arquivo pessoal

A entrega foi do portão mesmo para não se aproximar dos idosos, mas já deu pra matar a saudade do lugar e também para ser reconhecido pelas pessoas do abrigo. “Achei muito lindo dele ter lembrado de onde ele começou. A palavra é gratidão“, disse a enfermeira mais antiga da instituição, Dona Rose.

Continuamos com a campanha para que Ildo consiga agora reformar a casinha que mora com a mãe e irmãs, para contribuir clique aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Técnico de enfermagem ajudou catadores, vizinhos e hospital filantrópico

Técnico de enfermagem que dormia no terraço de casa para proteger mãe entregando cestas básicas a pessoas carentes
Técnico de enfermagem ajudou famílias de catadores de material reciclável. Foto: Arquivo pessoal

A onda de boas ações do Ildo não ficou só no lar dos idosos. Ele também fez doações para outro abrigo de velhinhos na cidade dele, Campina Grande (PB), doou cestas básicas para vizinhos e catadores de material reciclável e ainda entregou mantimentos para um hospital filantrópico.

Técnico de enfermagem que dormia no terraço de casa para proteger mãe entregando doações a hospital
Ildo doou mantimentos para hospital filantrópico da FAP, que cuida de pacientes com câncer. Foto: Arquivo pessoal

“Um dia saí do meu plantão e vi pessoas catando lixo e elas me disseram que não tinham o que comer. Fui no supermercado que tem na frente da minha unidade e comprei uma cesta básica. Quando voltei e entreguei, tinha muito mais gente precisando na rua. Fui lá e comprei pra todos”, disse Ildo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Técnico de enfermagem que dormia no terraço de casa para proteger mãe entregando cestas básicas a pessoas carentes
Joseildo foi ajudar um catador e acabou distribuindo feira pra várias famílias. Foto: Arquivo pessoal

Gente, esse rapaz tem um coração proporcional ao seu tamanho, cerca de 2 m de altura. “O melhor de tudo é o reconhecimento. Um dia eu estava num mercado e as pessoas fizeram um corredor e ficaram batendo palmas enquanto eu passava“, disse ele. Ai, que lindo! 😭

Várias pessoas se juntaram para agradecer a Ildo publicamente em reportagem do Fantástico

E reconhecimento é mesmo o que não falta para o Ildo, o Brasil inteiro passou a tê-lo como um símbolo dos profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao coronavírus.

Por causa disso e das suas ações, o programa Fantástico da Rede Globo produziu uma reportagem em parceria com o Razões para o quadro Gratidão, com o ator Thiago Lacerda. Sem saber de nada, Ildo entrou em uma sala de bate-papo com um montão de gente que estava lá para agradecer a ele por tudo. A mãe dele, dona Sofia, era a primeira.

Tela dividida de bate-papo online em gravação do fantástico com técnico de enfermagem
Ildo foi entrevistado pelo fundador do Razões, Vicente Carvalho, e pelo ator Thiago Lacerda em reportagem do Fantástico.

“Meu filho, muito obrigado por tudo que você fez por mim, você cuidou de mim, o que você pode fazer por mim você fez”, disse a mãe de Ildo. Um agradecimento desses em rede nacional, rapaz!!! Depois disso, o nosso gigante desmoronou.

Mãe de técnico de enfermagem olhando para tela de computador conversando com filho por videochamada
Dona Sofia ficou toda contente com surpresa para o filho pela internet. Foto: Rafael Melo Poeta/Razões para Acreditar

“Minha mãe é tudo na minha vida, é o amor da minha vida, meu tesouro. Eu fico até sem palavras para falar qualquer coisa”, disse chorando.

Ildo dormia na mesma cama da mãe e teve que se distanciar de Dona Sofia

O amor de Ildo pela mãe é muito forte, tanto que ele abriu mão de dormir dentro de casa e foi dormir no frio em uma cama improvisada no terraço de casa para não correr o risco da possibilidade de infectar dona Sofia.

E o mais tocante é que Ildo realmente sofreu com a separação da mãezinha porque eles dormiam na mesma cama, já que na pequena casa de dois cômodos moram também duas irmãs e duas sobrinhas do Joseildo.

Eu sinto saudade do colinho de mãe“, disse ele. Ildo conseguiu se isolar e não ter contato nenhum com a sua mãe. Mas, já contamos aqui histórias de filhos que realmente não conseguiram esse distanciamento e tiveram que dar um jeito para sentir o abraço de sua mãe.

Depois da história do enfermeiro viralizar, a Secretaria de Saúde de Campina Grande disponibilizou a hospedagem em um hotel para ele, mas a saudade não tem paliativo pra matar. Continuamos então com a vaquinha para que Ildo consiga agora reformar a casinha que mora com a mãe e irmãs, para contribuir clique aqui.

Técnico de enfermagem, Joseildo, que fez cama improvisada no terraço para não contaminar a mãe em saguão de hotel onde está hospedado
Joseildo está hospedado em um hotel perto da casa onde mora. Foto: Rafael Melo/Razões para Acreditar

Eu sinto muito a falta dele e quando tudo isso passar a gente vai se abraçar e matar essa saudade“, disse a mãe. Com certeza, dona Sofia, é o que todos nós esperamos que aconteça o quanto antes.

Mãe de técnico de enfermagem em gravação na sala de casa
Dona Sofia e a irmã, Joselma, abriram as portas para a gravação para o Fantástico para demonstrar a sua gratidão pelas atitudes de Ildo. Foto: Rafael Melo Poeta/Razões para Acreditar

Essa falta de contato físico é uma das piores coisas da quarentena. Por isso, demonstre amor sempre que puder e como puder. Seja por uma mensagem, um vídeo, uma música ou outro meio.

Mãe sofreu infarto e Ildo teve que tratá-la como paciente no trabalho

Ildo trabalha na UPA de Campina Grande que recebe os casos suspeitos da Covid-19. Pra se ter uma ideia do cuidado desse filho com a mãe, quando ele estava dormindo no terraço de casa, antes de sair do trabalho ele lavava a roupa na própria UPA para não levar contaminação pra casa.

Técnico de enfermagem que dormia no terraço de casa para proteger a mãe sorrindo no local de trabalho
Joseildo trabalha como técnico de enfermagem na UPA que realiza os primeiros atendimentos dos casos suspeitos de coronavírus. Foto: Rafael Melo Poeta/Razões para Acreditar

E não foi só essa atitude de amor que ele teve para com a mãe. A principal preocupação de Ildo é porque há dois meses dona Sofia sofreu um infarto e ela ficou internada na unidade onde o filho trabalha.

Eu cuidava dos outros pacientes e ficava o tempo todo com cuidado nela. Me mantinha forte na frente dela e dos colegas de profissão porque afinal estava no meu trabalho, mas quando saía da enfermaria, eu ia chorar no estacionamento“, disse. Ow meu Deus! 🥺

“Ele me mostrou um amor que eu nem sabia que ele tinha por mim”, disse dona Sofia.

Mãe de técnico de enfermagem que fez cama improvisada no terraço para não contaminar a mãe em saguão de hotel onde está hospedado
Dona Sofia fala sorridente e com orgulho sobre o filho que tem. Foto: Rafael Melo Poeta/Razões para Acreditar

Ildo teve infância muito pobre, já foi modelo e jogador de futebol

Joseildo tem uma história de muita garra. Já foi goleiro de futebol de times como Vitória da Bahia, Sport, Santa Cruz e Campinense.

Agarrou outras chances como modelo, foi atendente de telemarketing, auxiliar de linha de produção, trabalhou no comércio e pediu dinheiro nas ruas quando era criança. Dona Sofia criou Joseildo e os outros quatro filhos numa casa construída num terreno invadido.

Com o pouco dinheiro que ele conseguiu quando largou o futebol, decidiu ajudar outras pessoas e restou somente o suficiente para fazer o curso de técnico de enfermagem.

E graças a Deus que ele abraçou essa profissão! Mais uma vez: obrigado, Ildo!!!

Continuamos com a campanha para que Ildo consiga agora reformar a casinha que mora com a mãe e irmãs, para contribuir clique aqui.

selo conteúdo original

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,076,797FãsCurtir
2,422,376SeguidoresSeguir
20,587SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Confeiteira é humilhada por cobrar taxa de entrega de R$2 e recebe apoio de internautas

A confeiteira Ângela Oliveira foi humilhada por uma cliente que se recusou a pagar a taxa de entrega do seu bolo de pote. Na troca...

Sogro anda de mãos dadas com genro para ajudá-lo a superar medo de sair na rua com o namorado

Fran guarda algumas memórias ruins de um passado recente, quando ele sofreu preconceito por ser homossexual. O jovem foi agredido fisicamente, além de ter passado...

Policial compra bolo de aniversário para jovem que chorava por terem esquecido a data

O que você faria se todo mundo que você conhecesse esquecesse de seu aniversário? Esta situação, hipotética para muitos, aconteceu com um garoto tailandês....

Após 8 anos presos em gaiolas, leões de circo são resgatados e pisam na grama pela primeira vez

Não é de hoje que percebemos uma mudança radical nos cuidados aos animais de circo. O público tem cobrado mais responsabilidade com espaço, alimentação...

Depois da formatura, ela foi até o trabalho de seu pai, que é pedreiro, para agradecê-lo

Se tem uma coisa que a paraguaia Yudit Romero reconhece é o sacrifício que o pai fez para lhe dar a melhor educação possível. Don...

Instagram

Técnico de enfermagem que dormia no terraço usa dinheiro de vaquinha para ajudar outras pessoas 13