Tecnologia 100% brasileira ameniza efeitos colaterais causados pela quimioterapia

Queda de cabelo, náuseas, feridas na boca e emagrecimento excessivo são alguns dos efeitos colaterais causados pela quimioterapia, o tratamento mais comum para pacientes com diversos tipos de câncer. Isso acontece porque os medicamentos quimioterápicos atacam não só as células cancerígenas que se multiplicam rapidamente, mas também as células saudáveis que se dividem em grande velocidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Muitos desses efeitos, que dificultam ainda mais o tratamento dos pacientes, podem estar com os dias contados. O Instituto de Química da Unicamp (Universidade de Campinas) desenvolveu uma tecnologia chamada “nanopartícula de sílica peliguida” que será capaz de levar os medicamentos – aplicados na veia do paciente – até as células cancerígenas com maior rapidez e precisão.

O pesquisador e doutorando em Química do instituto Leandro Carneiro da Fonseca acredita que a nova tecnologia reduzirá significativamente os efeitos colaterais da quimioterapia nos próximos dez anos. “A viabilidade disso depende de algumas etapas de testes e da aprovação da Anvisa”, explica Fonseca, em entrevista para o jornal Metro.

A advogada Cecília Bousquet deposita muita esperança na nanopartícula, que promete reduzir os efeitos colaterais e trazer mais conforto e qualidade de vida para as pessoas. Com informações do Metro

Foto: Unicamp

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,640,029SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Quênia instala primeira usina solar que transforma água do oceano em potável

Atualmente, estima-se que 2,2 bilhões de pessoas (28% da população mundial) não possuem o devido acesso à água potável, o componente mais básico e...

Médico surpreende paciente cega ao imprimir ultrassonografia 3D de bebê

Tatiana Guerra, de 30 anos, estava grávida quando recebeu o convite para participar de um comercial onde descobriria o sexo do seu bebê. Só...

Gatinha leva filhote doente até emergência de hospital em busca de ajuda

Fotos de uma gatinha levando seu filhote para a sala de emergência de um hospital em Istambul, na Turquia, viralizaram nas redes sociais devido...

Relato emocionante: Filha divide conquista com o pai falecido, enviando mensagem mesmo após sua morte

Só quem já passou pela perda de um pai pode entender o sofrimento e a beleza do ato dessa filha. Jéssica passou na prova...

Mesmo depois de se aposentar, médico visita paciente em coma há 17 anos no ES

Uma relação de carinho e cuidado que já dura 17 anos.

Instagram