fbpx

Escócia alcança 100% de capacidade de produção de energia eólica


Escócia alcança 100% de capacidade de produção de energia eólica
PUBLICIDADE ANUNCIE

A National Grid, empresa responsável pela administração da energia produzida na Escócia comunicou à imprensa que a produção de energia eólica do país foi superior à toda a demanda exigida no mês pela primeira vez na história.

Alimentando 109% da demanda total de energia, ou seja, gerando sobras, os números estabelecem um novo recorde para a geração de energia eólica na Escócia.

LEIA TAMBÉM: Por que cuidar da saúde deve estar no topo da sua lista de resoluções para 2019?

Gina Hanrahan, diretora de política da WWF Escócia, disse: “A energia eólica rompendo a barreira dos 100% é algo verdadeiramente mágico e importante.”

[Nota da Redação do Razões] (Matéria continua depois do vídeo abaixo)

Crianças trocam brinquedos por pedido de trabalho para seus pais em cartinhas ao Papai Noel, assista:

“Durante meses, a produção flertou em torno dos 97%, por isso é fantástico alcançar esse marco. É importante notar também que em 20 dos 30 dias anteriores, a produção eólica superou a demanda,” disse Gina.

A maior parte da energia adveio de turbinas fixadas em terra firme, que sabemos ser mais populares, baratas e eficazes. Gina, no entanto, disse que o Reino Unido (no qual a Escócia faz parte) precisa autorizar o acesso a novas tecnologias, desbloqueando por exemplo o acesso ao mercado de produção de energia eólica offshore (isto é, turbinas fixadas em alto-mar) para aumentar o potencial de geração.

A National Grid disse que o melhor dia para a geração eólica foi em 28 de novembro, quando um total de 116.599 megawatts (MW) foram produzidos – o suficiente para abastecer 9,59 milhões de residências (ou 36 milhões de pessoas!)

PUBLICIDADE ANUNCIE

Adam Forsyth, analista de eficiência e pesquisador de fontes de energia alternativas disse que o bom resultado dos aerogeradores eram bastante encorajadores para os escoceses, mas apontou que a tecnologia de armazenamento não está acompanhando a geração.

“Estamos definitivamente prestes a ver um aumento no mix de energia renovável. Se tivermos melhor capacidade de armazenamento disponível, já não importará mais quando o vento sopra. No geral, precisamos ter mais fontes de energias renováveis ​​e menos intermitência no futuro.”

Adam acrescentou também espera que a energia advinda das marés se torne uma “maior parte do mix de energia na Escócia”.

Leia tambémLondres será ‘movida’ a energia renovável a partir de outubro

Ele disse que a escolha de empresas como a Simec Atlantis Energy para atualizar e investir em novas tecnologias permitirá que elas se tornem uma parte maior da história da energia no território escocês e, indiretamente, para o Reino Unido como um todo.

“Ter uma geração de energia mais mista ajuda muito a resolver problemas de intermitência,” finalizou.

A Escócia quer tornar-se completamente independente do petróleo em termos energéticos, e para isso pretende aproveitar todos os recursos naturais renováveis à sua disposição, com o projeto Renewables Scotland 2030, que Niall Stewart, presidente da associação de empresas de energias renováveis escocesas, definiu como “aproveitar o que a Escócia tem de melhor: o nosso mau tempo”.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Energy Voice
Foto de capa: Reprodução/O Petróleo

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar