Estudantes baianos desenvolvem tênis que gera energia limpa: ‘Carrega até celular’

A energia é produzida em um circuito montado no calçado que é suficiente para acender dispositivos com LED.


tênis que gera energia limpa carrega celular
PUBLICIDADE ANUNCIE

Estudantes do Colégio Estadual Francisco da Conceição Menezes, em Santo Antônio de Jesus (BA), desenvolveram o protótipo de um tênis capaz de gerar energia elétrica limpa.

Os secundaristas batizaram o calçado de EletroTênis, que é fruto de um trabalho da feira de ciências do colégio e que abarca temas como saúde, tecnologia e meio ambiente.

Segundo Oziel Silva, professor de física e coordenador do trabalho, o tênis se mostrou bastante eficiente nos testes realizados em laboratório.

tênis que gera energia limpa carrega celular

EletroTênis

O professor explica que a energia produzida no circuito contido dentro do calçado é 100% limpa e capaz de acender dispositivos LED, além de carregar um celular via entrada USB ou ligar um disco rígido portátil.

As pastilhas piezoeléctricas acopladas no tênis geram energia quando são apertadas ou pressionadas (o que acontece justamente quando pisamos no chão).

Leia também: Caldeira inovadora vaporiza lixo e o transforma em energia limpa – sem poluir o meio ambiente

De acordo com Oziel, o produto é seguro. “Isolamos o circuito em fita isolante, justamente para evitar defeitos que pudessem dar curto no sistema”, explicou.

PUBLICIDADE ANUNCIE

tênis que gera energia limpa carrega celular

Para o orientador, o projeto funciona perfeitamente, mas deve passar por modificações, para ser aprimorado.

Neste mês, o grupo de inventores por trás do tênis, composto pelos alunos Cauan Sampaio, Gustavo Pereira, Luis Fernando, Matheus Cabral e Zidane Victor, foi selecionado para participar da feira de ciências de Porto Alegre.

Os estudantes baianos esperam futuramente que o EletroTênis possibilite uma diminuição no uso de tomadas, resultando na eficiência energética. A invenção contou também com a ajuda do professor Davi Barreto, além de outros alunos, como Gabriela Cardoso, Eduardo de Jesus, Debora Escolástico e Vagner Santos.

Educação, esporte e arte são fundamentais para a inclusão social de grupos vulneráveis, concorda? Conheça então três projetos que defendem essas causas, escolha a sua favorita, apoie e concorra a um super prêmio de R$ 1 milhão da promoção “Ganhou, Causou”, da Nestlé. Clique aqui e saiba como participar!

Fonte: G1/Fotos: Divulgação

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar