Estudantes baianos desenvolvem tênis que gera energia limpa: ‘Carrega até celular’

Estudantes do Colégio Estadual Francisco da Conceição Menezes, em Santo Antônio de Jesus (BA), desenvolveram o protótipo de um tênis capaz de gerar energia elétrica limpa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os secundaristas batizaram o calçado de EletroTênis, que é fruto de um trabalho da feira de ciências do colégio e que abarca temas como saúde, tecnologia e meio ambiente.

Segundo Oziel Silva, professor de física e coordenador do trabalho, o tênis se mostrou bastante eficiente nos testes realizados em laboratório.

tênis que gera energia limpa carrega celular

EletroTênis

O professor explica que a energia produzida no circuito contido dentro do calçado é 100% limpa e capaz de acender dispositivos LED, além de carregar um celular via entrada USB ou ligar um disco rígido portátil.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As pastilhas piezoeléctricas acopladas no tênis geram energia quando são apertadas ou pressionadas (o que acontece justamente quando pisamos no chão).

Leia também: Caldeira inovadora vaporiza lixo e o transforma em energia limpa – sem poluir o meio ambiente

De acordo com Oziel, o produto é seguro. “Isolamos o circuito em fita isolante, justamente para evitar defeitos que pudessem dar curto no sistema”, explicou.

tênis que gera energia limpa carrega celular

Para o orientador, o projeto funciona perfeitamente, mas deve passar por modificações, para ser aprimorado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Neste mês, o grupo de inventores por trás do tênis, composto pelos alunos Cauan Sampaio, Gustavo Pereira, Luis Fernando, Matheus Cabral e Zidane Victor, foi selecionado para participar da feira de ciências de Porto Alegre.

Os estudantes baianos esperam futuramente que o EletroTênis possibilite uma diminuição no uso de tomadas, resultando na eficiência energética. A invenção contou também com a ajuda do professor Davi Barreto, além de outros alunos, como Gabriela Cardoso, Eduardo de Jesus, Debora Escolástico e Vagner Santos.

Educação, esporte e arte são fundamentais para a inclusão social de grupos vulneráveis, concorda? Conheça então três projetos que defendem essas causas, escolha a sua favorita, apoie e concorra a um super prêmio de R$ 1 milhão da promoção “Ganhou, Causou”, da Nestlé. Clique aqui e saiba como participar!

Fonte: G1/Fotos: Divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,095,116FãsCurtir
2,692,340SeguidoresSeguir
22,481SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Adolescente campeã de motocross paga escola para 45 crianças carentes

"A caridade começa em casa", defende Tanyaradzwa “Tanya” Muzinda, 14 anos, sensação do motocross no Zimbábue, nação do sul da África, não só pelo...

Funcionários dão radinho de pilha e roupas para morador de rua

Gestos que restauram nossa fé na humanidade.

As pétalas desta flor parecem delicados beija-flores; veja fotos

Nativas da Austrália, a planta cunninghamii Crotalaria possui pétalas surpreendentemente parecidas com beija-flores. Elas foram batizadas assim em homenagem ao botânico Allan Cunningham (1791-1839), que...

A educação como caminho para combater a intolerância de gênero

“Acredito que o primeiro passo é desconstruir a ideia de que existe "coisa de menino" e "coisa de menina", azul pra um e rosa...

Médicos de Brasília trocam exame de vista por cobertores para desabrigados

Ajudando quem não pode pagar pelo exame e os moradores em situação de rua: excelente iniciativa!

Instagram

Estudantes baianos desenvolvem tênis que gera energia limpa: 'Carrega até celular' 1