Terapia inovadora devolve a cor da pele para quem tem vitiligo

Dermatologistas dos Estados Unidos desenvolveram uma terapia que a partir da combinação de alguns medicamentos, com terapia de luz, consegue restaurar a cor de pele original do paciente que tem vitiligo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O vitiligo é uma doença autoimune e crônica, que destrói o pigmento da pele, deixando manchas brancas e depois de diversos testes, a equipe testou o novo tratamento em dois pacientes com manchas significativas e os resultados comprovaram que o medicamento normalmente usado contra artrite – facitinib, impede que o sistema imunológico da pessoa ataque as células que fabricam a melanina e a luz ultravioleta estimula as células que produzem o pigmento a voltarem a funcionar normalmente, restaurando a cor da pele.

Relacionado: Cubanos desenvolvem cura contra vitiligo em 3 dias

A técnica foi desenvolvida pelos professores Brett King (Universidade de Yale) e John Harris (Universidade de Massachusetts-Worcester) e após alguns meses desta terapia combinada, nestes 2 pacientes, pode-se afirmar que houve uma melhora significativa.

Um dos médicos, Dr. King afirma que este é um tratamento revolucionário: “Estes resultados irão definir o tratamento do vitiligo no futuro”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações de Diário da Saúde

Foto: Brett King Lab/Yale

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,839,934SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Professora inova e dá aula de biologia com fantasia em 3D

Inovar na educação se torna cada vez mais fundamental em épocas que as crianças nascem em meio a tantos estímulos, que elas são mais...

Dois amigos com baixa expectativa de vida desafiam as probabilidades e se formam no ensino médio

Odin Frost e Jordan Granberry nasceram com lesões cerebrais que trouxeram diversas limitações para eles desde cedo. A expectativa de vida, dada pelos médicos de...

Antes de morrer, australiana escreve carta com conselhos valiosos sobre a vida

É muito triste quando uma pessoa jovem, com a vida inteira pela frente, morre cedo. Foi o que aconteceu com a australiana Holly Butcher,...

Só o amor importa: gay e solteiro, ele realizou o sonho de ter filhos adotando quatro crianças deficientes

Jack, de 10 anos, Ruby, de 7, Lily, de 5, e Joseph de 2, podem se considerar crianças muito sortudas, apesar de serem deficientes....

Instagram