Amor incondicional: há 21 anos tio largou tudo para cuidar de sobrinho especial que ficou órfão

Tem coisa que só o amor explica! A decisão de um tio de cuidar sozinho do sobrinho com paralisia cerebral é uma delas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para ajudá-lo com os custos e sustento de casa, lançamos a sua vaquinha na VOAA. Clique aqui para contribuir.

A mãe do Thalysson, 21 anos, morreu no parto e o pai biológico rejeitou o próprio filho por ter nascido com paralisia cerebral.

Bem diferente do Rogério, paizão que que adaptou um triciclo para o filho participar de um triatlo. Relembre aqui.

Nenhum parente, só o tio Edivaldo, que era alcoólatra na época, quis cuidar do menino. Ele abriu mão de tudo, inclusive do vício, para cumprir a missão mais linda da sua vida!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por voaa – a vaquinha do razões (@voaa_vaquinhadorazoes) em 18 de Mai, 2020 às 6:05 PDT

Vaquinha para ajudar Edvaldo a cuidar de Thalysson. Clique aqui e doe.

Foi como tudo aconteceu: Edvaldo largou emprego, a esposa saiu de casa e os “amigos” lhe faltaram nas horas de maior necessidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Parei de trabalhar para me dedicar exclusivamente a ele. Minha vida parou. Está em função de só cuidar dele.”

Por maior que seja o amor pelo sobrinho-filho, Edvaldo está cansado, com seus 52 anos e sem trabalho. Eles sobrevivem da renda de um benefício que Thalysson recebe e de doações. Precisam muito da nossa ajuda!

Criamos uma vaquinha na VOAA para pagar despesas com remédios, fraldas e alimentação. Clique aqui e doe.

Conheça mais sobre a história deles

Edvaldo e Thalysson moram numa casa própria, mas inacabada, e bem isolada da cidade. Lá, não tem rua asfaltada, o que dificulta a passagem com a cadeira de rodas para idas ao hospital e comércio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Edvaldo recebia ajuda de uma senhora nos cuidados com Thalysson, mas infelizmente ela faleceu. Ficaram os dois sozinhos no mundo.

tio segurando colo sobrinho com paralisia cerebral
Edvaldo abriu mão da sua vida para cuidar do sobrinho-filho. Foto: Arquivo pessoal

Conhecemos a história de Edvaldo e Thalysson através do Instituto Amor Incondicional, que atua oferecendo suporte a crianças com microcefalia e doenças raras em hospitais públicos.

Vamos dar uma força a essa linda família?!

A batalha de Thalysson e Edvaldo pode ser mais leve! Clique aqui e contribua.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,452,816SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ajudar um animal é mais fácil do que você imagina

O Clube dos Vira-Latas é uma ONG que abriga vários animais abandonados, fornecendo remédios, alimento e muito carinho com os peludos de lá. Ele surgiu...

IBGE adia Censo 2020 e transfere R$ 2,3 bilhões para ações de combate ao coronavírus

O IBGE anunciou nesta quarta-feira (18) que o Censo 2020 foi adiado para o ano que vem devido ao surto de coronavírus (Covid-20) que...

Petts – Aplicativo para animais achados/perdidos ou adoção

Imagine se você se perdesse e não soubesse voltar para casa. E mais, nesta situação você está privado da fala e não pode pedir...

Homem e gata cega vivem aventuras incríveis no alto de uma montanha

Patrick Corr, de 28 anos, levou sua gatinha cega, Stevie, para subir uma montanha e sentir a beleza do lugar. “Só porque ela não pode...

Professora cria jogo para estudantes “caçarem” livros no lugar de Pokémons

Aveline Grégorie é diretora de uma escola primária na cidade belga de Farcienne. Ela aproveitou o sucesso de “Pokémon Go” para estimular o hábito...

Instagram