Tisbe de Souza conquista bronze na natação: “Lembrei das vezes que pensei em desistir”

Tisbe de Souza conquistou a medalha de bronze nos Jogos Parapan-Americanos Lima 2019 na prova de paranatação, categoria S5, 50m costas. Subir ao pódio fez a curitibana relembrar dos momentos de dificuldade em que pensou em desistir de competir. Tisbe nasceu com artrogripose múltipla congênita, uma doença que afeta as articulações.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu senti uma alegria enorme em receber essa medalha. Lembrei das muitas vezes em que pensei em desistir e de todo apoio que recebi. Essa conquista e reconhecimento deram uma motivação ainda maior para eu continuar treinando e indo atrás dos meus sonhos”, revela.

E ela realmente não desiste, é perseverante, treina durante seis dias da semana na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), que detém um projeto de esportes para pessoas com deficiência há mais de 20 anos. Tisbe estuda Educação Física na universidade.

tisbe de souza piscina parapan de lima
Foto: Ale Cabral/CPB.

Ela começou a nadar no projeto em 2010. “Eu sofria muitas quedas, meu equilíbrio era bem ruim e depois da natação melhorou bastante. Até a questão da aceitação se desenvolveu melhor, por eu passar a conviver com outras pessoas com deficiência”, explica.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

tisbe de souza piscina parapan de lima
Foto: Saulo Cruz/Exemplus/CPB

Tisbe começou a competir como atleta de alto rendimento em 2013. No ano seguinte, foi eleita a melhor atleta do paradesporto brasileiro pela Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), recebeu o prêmio do Orgulho Paranaense e, em 2017, o de Melhor Atleta Universitária.

Em 2019, foi convocada pela primeira vez para representar a Seleção Brasileira. “Estou muito feliz. Ter sido convocada para representar o Brasil já foi um grande reconhecimento, mas levar essa medalha é a realização de um sonho”, revela Tisbe.

tisbe de souza piscina parapan de lima
Tisbe de Souza conquistou a medalha de bronze na prova de paranatação, categoria S5, 50m costas. Foto: Ale Cabral/CPB

Liderança do quadro de medalhas

O Brasil lidera o quadro geral com 229 medalhas! Delas, 90 são de ouro, 75 de prata, e as 64 restantes de bronze. E contando! A bandeira brasileira vai balançar muito nas cerimônias de pódio!!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Acompanhe aqui no Razões e nas redes sociais do Comitê Paralímpico Brasileiro, Instagram e Facebook, nossos paratletas no Parapan de Lima 2019. Estamos na torcida e ansiosos para ver o verde e amarelo no lugar mais alto do pódio – estaremos lá muitas vezes! 🥇🇧🇷

Fonte: Globo Esporte/Foto destacada: Foto: Saulo Cruz/EXEMPLUS/CPB

Foto destacada: Saulo Cruz/Exemplus/CPB

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,835,148SeguidoresSeguir
24,755SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

“Este é o meu legado”: sozinho, homem plantou 19 mil árvores em SP

Morador da Zona Leste de São Paulo, Hélio Santos, 64 anos, plantou, sozinho, 19 mil árvores no bairro onde vive há 50 anos, para...

13 histórias que vão te lembrar a importância das ONGs que cuidam de cães abandonados

Selecionamos 13 histórias de animais que passaram pelo Instituto Luisa Mell.

Uso de drones e inteligência artificial ajudam no avanço das pesquisas sobre a vida animal

Recentemente fizemos um projeto incrível em parceria com a Intel, onde levamos a realidade virtual para uma casa de idosos em São Paulo e...

OMO homenageia líder comunitária que transforma a vida de crianças e jovens de bairro pobre no RJ

Ilma Rocha é a esperança de uma vida melhor para crianças, adolescentes e jovens da comunidade do Quitanda, no Rio de Janeiro.  Em 2006, Ilma...

No Dia Mundial do Sanduíche, Subway faz promoção e destina parte da renda para programa de combate à fome no Brasil

Nesta quinta-feira (28), você poderá comer sanduíche em dobro e ajudar a combater a fome no Brasil.

Instagram

Tisbe de Souza conquista bronze na natação: “Lembrei das vezes que pensei em desistir” 2