Ela trabalhava como faxineira e, com apoio da Intel e PrograMaria, hoje é Designer de Produto de gigante multinacional

“Estou tendo oportunidades que jamais sonhei que teria”, diz Úrsula Ariel Souza da Silva, mulher trans e Product Designer (ou Designer de Produto) de uma gigante do mercado de cervejas.

Úrsula é de Macapá, capital do Amapá, e deu seus primeiros passos no universo da programação na faculdade de Sistemas de Informação, em uma instituição privada. O sonho não durou muito. Por causa de problemas financeiros e pessoais, Úrsula cursou apenas um semestre.

Depois de um hiato, retornou, desta vez, com um foco maior na área de design gráfico. Apesar de todo o conhecimento acumulado, Úrsula não conseguia um emprego formal. Fazia um freela aqui, outro ali, geralmente para pessoas do seu círculo social, e era o máximo que conseguia.

Ela trabalhava como faxineira e, com apoio da Intel e PrograMaria, hoje é Designer de Produto de gigante multinacional 1
Úrsula é Product Designer de uma gigante do mercado de cervejas. Foto: Úrsula Ariel/Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O preconceito nas entrevistas de emprego era explícito e o resultado não é difícil de imaginar. Mesmo com aptidão e vontade para seguir na área da programação, o caminho era árduo e Úrsula precisou procurar outras fontes de renda, fazendo faxinas durante um tempo para complementar seus ganhos.

“Não importa o quanto você se esforce, não depende de você no mercado tradicional. Você simplesmente não gera valor por ser quem é. Portanto, não é digna de uma oportunidade”, comentou Úrsula.

Tudo mudou entre o final de 2019 e início de 2020. O talento que quase se perdeu por falta de incentivo, enfim, desabrochou e levou Úrsula onde ela está hoje.

Mais Diversidade Na Tecnologia

Nesse intervalo, Úrsula conheceu o Curso Online Eu ProgrAmo, da PrograMaria, negócio de impacto social que tem como missão aumentar a diversidade na tecnologia, promovendo capacitação e conexão para mulheres cis e trans e outros grupos de gênero minorizados na área.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Uma pessoa me disse ‘Por que você não tenta voltar pra programação?’. Isso simplesmente desbloqueou minha mente e quando os motores de buscas começaram a entregar informação, vi a PrograMaria e disse ‘Eu vou conseguir uma vaga e mudar a minha história!’. Era direcionado pra mim. A dinâmica é muito inclusiva. Elas se esforçam bastante para tornar o ambiente seguro”, disse Úrsula.

O Curso Online Eu ProgrAmo aborda conceitos iniciais de HTML, CSS, Lógica Programação, Java Script, além de dicas para trilhar uma carreira em tecnologia. As alunas têm acesso a uma plataforma com 6 módulos, divididos em mais de 300 minutos de videoaulas, mais de 40 exercícios de código e outras atividades, além de fórum de discussão com tutoras para tirar dúvidas.

Ela trabalhava como faxineira e, com apoio da Intel e PrograMaria, hoje é Designer de Produto de gigante multinacional 2
Úrsula aprendeu as linguagens de programação mais utilizadas atualmente. Foto: Úrsula Ariel/Arquivo pessoal

Seu impacto é significativo: mais de 11.500 pessoas já tiveram acesso aos conteúdos de programação web ofertados pela startup social. Outros dados importantes: 68% possuem renda familiar per capita de até 1 salário mínimo e 75% não trabalham, o que mostra que o curso também tem como um de seus objetivos gerar maior inclusão para pessoas de baixa renda.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Esse objetivo tem sido alcançado, em grande parte graças à parceria com a Intel. Desde abril de 2021, juntamente com a PrograMaria, a Intel realizou uma série de eventos e encontros que buscam capacitar e trazer mais mulheres negras e pessoas trans para a área de tecnologia por meio da iniciativa batizada de #MaisDiversidadeNaTecnologia.

“A parceria com a Intel foi fundamental para conseguirmos ampliar o impacto da nossa missão, desmistificar o universo da programação pensando em real diversidade e inclusão das pessoas trans e travestis. Com o apoio da Intel, foi possível aumentar em 800% a média geral da presença de pessoas trans e travestis no curso”, comentou Iana Chan, CEO e fundadora da PrograMaria.

Superando as 400 bolsas previstas inicialmente, ao longo de 2021, a #MaisDiversidadeNaTecnologia disponibilizou 550 bolsas integrais e exclusivas para pessoas trans e travestis. Foram formadas oito turmas, compostas por participantes de 21 estados diferentes ou que vivem no exterior.

Semente de oportunidades

Ao final do curso, portas se abrem e Úrsula é um exemplo claro disso.

Depois de formada, ela recebeu a oportunidade de estudar Product Design. Em paralelo, se inscreveu em um programa de formação de uma gigante do mercado de cervejas para quem deseja ingressar ou alavancar sua carreira na área de TI (Tecnologia da Informação).

Lá, Úrsula aprendeu Front-end avançado e trabalhou por nove meses como Front-end Developer. Recentemente, iniciou um novo ciclo na empresa, agora como Product Designer. Para chegar até aqui, o Curso Online Eu ProgrAmo foi fundamental, ela garante.

O conhecimento em programação foi importante para essa conquista. Precisavam muito de um designer que tivesse conhecimento técnico em programação”, destacou.

O mercado de TI é um dos que mais carecem de mão de obra especializada. Para você ter uma ideia, até 2024, o Brasil possui uma demanda de 420 mil profissionais de TI. As universidades brasileiras formam, em média, 45 mil profissionais por ano, segundo a Brasscom (Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação e Tecnologias Digitais). Daí a importância de iniciativas como a PrograMaria, fundamentais para ajudar a suprir essa demanda, sobretudo, visando uma maior diversidade na área tech.

Úrsula é um símbolo desse movimento e estaremos aqui para aplaudir cada conquista sua! 👏

Úrsula teve a vida transformada pela tecnologia e outras pessoas também. No ano em que a Intel completa 35 anos no País, contaremos algumas dessas histórias aqui.

Relacionados

Inteligência artificial consegue prever o câncer de mama cinco anos antes

Com a ajuda da Inteligência Artificial, cientistas do conceituado Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e do Hospital Geral de Massachusetts, nos EUA, desenvolveram um algoritmo...

Intel destina R$ 2,7 milhões para InCor expandir acesso a serviços de Telemedicina

Você piscou o olho e percebeu que a Telemedicina é uma realidade. A pandemia do coronavírus antecipou algo que até então parecia distante, do...

+ DO CANAL

Intel destina R$ 2,7 milhões para InCor expandir acesso a serviços de Telemedicina

Você piscou o olho e percebeu que a Telemedicina é uma realidade. A pandemia do coronavírus antecipou algo que até então parecia distante, do...

Inteligência artificial consegue prever o câncer de mama cinco anos antes

Com a ajuda da Inteligência Artificial, cientistas do conceituado Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e do Hospital Geral de Massachusetts, nos EUA, desenvolveram um algoritmo...

Instagram