Trans que vivia nas ruas de SP é acolhida após vídeo comovente viralizar

0
2656
mulher trans chorando dedos olhos

Por mais histórias tristes com finais felizes como a da Jéssica! Jéssica é uma mulher trans de Natal (RN), mas estava vivendo nas ruas de São Paulo. Fez essa mudança para fugir da transfobia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Felizmente, a vidas nas ruas faz parte do passado! A história de Jéssica foi compartilhada pela página Projeto Existimos no Instagram.

O relato comovente de Jéssica viralizou nas redes sociais. Com a voz embargada e os olhos cheios de lágrimas, ela conta que é cabeleireira e está desempregada por causa do coronavírus.

“Deixei minha mãe sozinha, tudo o que eu mais amava!”, diz no vídeo.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Existimos (@projetoexistimos) em

Em um segundo vídeo, Jéssica aparece abrigada na Praça do Patriarca, Centro de São Paulo.

No vídeo, Jéssica agradece todo mundo que se mobilizou para ajudá-la e diz que logo ganharia um celular comprado com dinheiro de uma vaquinha para ajudar mais pessoas em situação de rua.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Existimos (@projetoexistimos) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

Num terceiro vídeo, ela já aparece acolhida na casa de um rapaz que se chama Marcelo Zill. Um “anjo” que acolheu Jéssica, como ela mesma diz.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Arrasa (@portalarrasa) em

Se você puder ajudar a Jéssica, manda um direct pra @jessicapiovanioficial ou pode falar também com o Marcelo pelo @marcelozilloficial.

Os bons são a maioria, não é mesmo?!

Mais uma prova disso é o final feliz que daremos à história da travesti Cibelly, que ficou paraplégica após ser agredida violentamente.

Internautas se solidarizam e vaquinha para vendedor de salgados humilhados bate R$ 75 mil:

Fonte: Portal Arrasa

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.