‘Trapamédicos’ alegram ala pediátrica de hospital em Blumenau (SC)

O som dos instrumentos e as canções entoadas nos corredores dos hospitais por personagens caracterizados traz leveza para um espaço quase sempre permeado pela tensão. Essa é a dinâmica do projeto Alecrim Dourado, da ONG Trapamédicos, de Blumenau (SC).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O objetivo é transformar os ambientes através da música, promover interação entre os pacientes, amenizando, assim, os efeitos da hospitalização. As intervenções acontecem na ala psiquiátrica, neonatologia e pediatria de uma entidade da cidade.

Carolina de Almeida Coelho Wachholz e Milena Fritzke são as idealizadoras do projeto, que existe há seis anos. Na ação, elas se transformam em Dra. Rolinha e Dra. Pipoca, respectivamente. Vestidas de clown, elas passam pelos espaços e convidam os pacientes para interagir.

trapamédicos transformam ala pediátrica hospital música diversão

Buscamos sempre trazer canções com uma mensagem positiva e que todos saibam a letra. Assim, fica mais difícil as pessoas não se envolverem com a ação. No final, tudo vira um momento alegre e descontraído. Essa é a nossa maior recompensa: saber que aquele ambiente está bem diferente de quando entramos”, comenta Carolina, que é psicopedagoga e educadora musical.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

trapamédicos transformam ala pediátrica hospital música diversão

“Como lidamos normalmente com crianças, os instrumentos musicais são um estímulo à parte”, afirma Milena. Segundo as voluntárias, o Alecrim surgiu da inquietação em trazer acolhimento também para esses pacientes.

Olha só:

“Os Trapamédicos atuam nas demais alas dos hospitais, mas a nossa ideia fazer algo específico para essas crianças e seus acompanhantes. Lidar com um tratamento é sempre difícil e esta ação torna aquele momento um pouco mais leve. A música emociona, calma e tranquiliza as pessoas e, nesse ambiente, ela cumpre esse papel de forma ainda mais intensa”, complementa Milena.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para Adriana Kreibich da Costa, presidente dos Trapamédicos, este projeto é motivo de orgulho. “A nossa essência sempre foi essa, de trazer acolhimento para os pacientes através da transformação dos espaços. Este projeto é exatamente isso, com uma dinâmica especial para atender os pequenos. Acredito que essas vertentes só tornam nosso voluntariado ainda mais rico”, encerra.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

crédito das fotos: Divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,020,257FãsCurtir
2,152,175SeguidoresSeguir
11,488SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovens e agricultores se unem e abrem bibliotecas na zona rural da Paraíba

Eu já estou apaixonado por essa história antes mesmo de começar a contar pra vocês. Esse é um exemplo de que a união entre...

Após alagamento, vaquinha arrecada R$117 mil e idosos ganharão um lar novo (BA)

Os velhinhos da Casa de Idosos Giuseppe Aras, em Itabela (BA), vão ganhar um lar novo! O asilo onde os 34 idosos moravam ficou alagado...

Pescadores salvam 5 tartarugas marinhas presas em rede de pesca

Na praia de Araranguá, em Santa Catarina, o que tinha tudo para ser apenas mais um dia normal para alguns pescadores, transformou-se em uma...

Batismo de bebê conta com bençãos de familiares católicos, espíritas, evangélicos e umbandistas

Quando completou três meses de vida, o pequeno Iago recebeu as bençãos de sua família, cada qual à sua maneira: uma avó é católica,...

Itália começa a sair do confinamento com reabertura de comércio e igrejas

Hoje (18) o dia amanheceu diferente na Itália. Amanheceu “lindo e excitante” como descreveu um barman de Roma. Após dez semanas de portas fechadas, lojas,...

Instagram