Início INSPIRAÇÃO Superação Professora se torna a primeira travesti empossada na Universidade Federal do Piauí

Professora se torna a primeira travesti empossada na Universidade Federal do Piauí

Mestre em pedagogia, Letícia Caroline Pereira do Nascimento é a primeira travesti a assumir um cargo de professora na Universidade Federal do Piauí. Ela vai trabalhar no Campus da cidade de Floriano, e sua primeira aula foi nesta quinta-feira (28).

Letícia disse ao G1 que sua posse é uma conquista não apenas da comunidade LGBTQI+, mas também de todas as mulheres negras, historicamente excluídas de espaços como a universidade.

[A Ana Paula é uma mulher trans e foi acolhida pela dona de um salão de beleza, após ter sido vista comendo comida do lixo. Tatiana criou uma vaquinha online para ajudar a moradora de rua a recomeçar sua vida do zero, saiba como ajudar aqui.]

Começando dentro da própria família e estendendo-se para a sociedade, o preconceito contra travestis dificulta a essas pessoas concluir sequer o ensino fundamental. Letícia lembra que travestis são expulsas de casa aos 14, 15 anos, e questiona: “Como vão chegar à universidade, como alunas ou professores?”.

professora travesti universidade federal piaui
Letícia Caroline Pereira do Nascimento é a primeira travesti a assumir um cargo de professora na UFPI

Exemplos como o seu podem, sim, inspirar outras travestis e transexuais a acreditar que é possível ingressar no ensino superior. Porém, ela enfatiza que é preciso muito mais do que esforço: não concorda nem um pouco com o discurso meritocrático; já que as oportunidades não são as mesmas.

Leia também: Projeto incentiva a recolocação no mercado de trabalho para pessoas com mais de 50 anos

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Na manhã desta segunda-feira (25), em cerimônia realizada no Salão Nobre da Reitoria, 26 novos docentes tomaram posse. . 🏳‍🌈 Um fato marcante: pela primeira vez na história da Universidade, uma professora trans toma posse. Letícia Carolina Pereira do Nascimento, egressa da UFPI e mestra em Educação, agora faz parte do corpo docente do Campus de Floriano.

Uma publicação compartilhada por UFPI (@ufpi) em

Paralelo às aulas, Letícia fará seu doutorado: terá que dividir suas semanas como professora, no Campus de Floriano, e como aluna, no Campus de Teresina. Atuante na área da pedagogia, ela disse que seu trabalho irá ajudar a pavimentar o caminho da educação para outras travestis e transexuais.

professora travesti universidade federal piaui

Leia também: Após ataques transfóbicos, garoto trans recebe apoio dos amigos e professores

Por meio de projetos que formam pedagogos e pedagogas sensíveis a questões sociais que afetam essa população; promovendo uma educação acolhedora, capaz de trabalhar com as diferenças: aí teremos uma escola ainda mais inclusiva.

professora travesti universidade federal piaui

[Nota da Redação]

Projeto abre vagas para pessoas com mais de 50 anos voltarem ao mercado de trabalho. Assista o vídeo:

A Opaloka apoia a diversidade e é uma parceira do Razões, saiba mais seguindo o perfil aqui.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

crédito das fotos: Reprodução/Instagram @ufpi e Arquivo Pessoal

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

982,405FãsCurtir
1,678,652SeguidoresSeguir
8,235SeguidoresSeguir
10,900InscritosInscrever

+ Lidas

Designer da UFMG cria embalagem sustentável de pasta de dente que pensa fora da caixa – literalmente!

Um projeto acadêmico liderado por Allan Gomes, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), repensa a maneira como as embalagens são dispostas aos consumidores...

Mãe pede pizza só para ver o filho entregar no primeiro dia de trabalho

Lindo gesto de amor da mãe para incentivar o filho no novo trabalho!

Pesquisadores do Paraná criam membrana capaz de desenvolver pele e ossos

O futuro da medicina está cada vez mais próximo do presente. No Paraná, pesquisadores da Universidade Estadual de Londrina criaram uma membrana que é...

Aluno usa dinheiro que ganhou de aniversário para pagar ida de amigo a excursão

Um gesto de amizade envolvendo dois estudantes da escola Francisco Murilo Pinto em Bragança Paulista (SP) tem comovido milhares de pessoas na internet.

Casal gay adota bebê com HIV que foi rejeitada por 10 famílias

Pouco depois de nascer, Olivia foi abandonada em um orfanato. Na fila de adoção, foi rejeitada por 10 famílias. O motivo? A menina é...

Instagram