Tutores dão banquinho para cachorro subir e cumprimentar seu novo amigo: ‘Na ponta dos pés’

Os cachorros Vito e Bambino, da raça dogue alemão, e Giuseppe, um labrador, são vizinhos há alguns meses e quando não estão juntos brincando, adoram esticar o corpo para ‘conversarem’ por cima do muro que separa suas casas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No entanto, para Giuseppe cumprimentar os amigos não é tão fácil assim…

tutores dão banquinho cachorro subir e cumprimentar vizinhos

O cachorrinho é muito menor que seus amigos, e simplesmente não conseguia vê-los por cima do muro, ficando de fora das reuniões.

“Ele tentou muitas vezes pular e sentir o cheiro de seus amigos grandalhões, mas nunca dava certo”, disse Afton Tarin, tutora de Vito e Bambino, ao portal The Dodo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Tudo mudou quando as famílias dos cães tiveram a ideia de dar um banquinho para Giuseppe, dando a ele, finalmente, a chance de ver e cheirar seus vizinhos caninos.

tutores dão banquinho cachorro subir e cumprimentar vizinhos

“Giuseppe pulava furiosamente o mais alto que podia e tentava dizer olá. Eu sempre dizia: ‘Se você tivesse apenas um banquinho…’”, disse Robert Carnes, tutor de Giuseppe.

Mas então ele se lembrou que realmente tinha um. “Pedi a um de meus filhos que entrasse e pegasse o banquinho”, completou. E com isso, Giuseppe pôde ver os amigos olho no olho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Satisfeito com a felicidade de Giuseppe, seu tutor tirou uma foto da “inovação” e a enviou para a mãe adotiva de Vito e Bambino. Ela adorou!

“Minha reação inicial foi começar a rir”, disse Tarin. “Vendo seus pezinhos totalmente estendidos, eu não pude evitar. Muito fofo. Definitivamente dá a você aquela sensação de bem-estar“.

Felizmente, mesmo com o banquinho, nem sempre há uma parede entre Giuseppe e os dogues alemães. Desde que seus tutores passaram a se conhecer melhor e viram a amizade florescer entre seus filhotes, todos começaram a passear juntos, ao menos uma vez por semana.

“Os meninos realmente se divertem”, disse Tarin. “É muito bom ter esse tipo de relacionamento com nossos vizinhos.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Junto à Stone, viajamos o Brasil para mostrar negócios que muita gente acha que não daria certo na nossa terrinha – e dão! Veja o 6º EP da websérie E se fosse no Brasil?

Fonte: Just Something
Fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM







Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,956,757SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brad Pitt construiu casas para 109 famílias que perderam tudo por causa do Katrina

Se não bastasse a adoção de três filhos, suas diversas ações beneficentes, o ator Brad Pitt encanta o mundo mais uma vez e não é por causa...

Projeto com jovens vem combatendo masculinidade tóxica e estereótipo de “machão”

Em exercícios que promovem uma verdadeira jornada de autoconhecimento, garotos aprendem a construir uma masculinidade saudável.

Sorveteiro que foi humilhado por jovens realiza sonho da casa própria com ajuda de vaquinha

Gente, o seu Aldonízio enfim conseguiu o que tanto sonhava: uma casinha para ele morar com a família. Depois de ter sido humilhado enquanto...

Desconhecido se oferece para fazer currículo de homem analfabeto desesperado por emprego

Apesar da taxa de desemprego no país ter caído cerca de 0,8 ponto percentual na comparação entre o primeiro e o segundo trimestre de 2017, o...

Conheça os fones de ouvido sustentáveis cuja bateria tem duração maior que 30 horas!

Os fones de ouvido Exodus são o primeiro lançamento da House of Marley em sua nova linha de produtos de áudio ecologicamente corretos. Confie em mim quando digo...

Instagram