Array

UFPB cria respirador de R$ 400 e libera licença para produção por empresas

Pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) desenvolveram um respirador pulmonar que custa até 37 vezes menos do que os disponíveis atualmente no mercado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com um custo bruto de R$ 400, o dispositivo teve sua licença liberada para produção em massa por empresas do setor privado.

Mesmo com empresa parada, empresário se prontificou a fabricar máscaras para hospitais. Apoie clicando aqui.

No entanto, segundo a Agência UFPB de Inovação Tecnológica (Inova), é necessário obter autorização da Anvisa para produzir e vender os respiradores. Além disso, o aparelho precisa ser submetido a testes pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

respirador pulmonar ufpb baixo custo licença disponível
Foto: UFPB/Divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

Para Athayde Filho, diretor da Inova UFPB, a necessidade cada vez maior dos respiradores nos hospitais brasileiros deve acelerar toda a burocracia e testagem deles.

Os inventores Railson Ramos, Mario Ugulino, Válber Almeida, Tiago Maritan e Marcos Alves desenvolveram o aparelho em 48 horas, equipando-o com tecnologia touch-screen, sistema multibiométrico e conectividade wireless.

Em outras palavras, é possível acessar, operar e monitorar cada respirador em tempo real e de maneira remota por meio de smartphones.

Canal Coronavírus: veja boas notícias, vagas home-office e como ajudar pequenos negócios clicando aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com a UFPB, o equipamento pode ser facilmente montado e programado, sendo possível operá-lo em cerca de um minuto. Um outro positivo é que ele não é um respirador de emergência, podendo ser usado por tempo indeterminado, com prazo de validade estendido.

Para solicitar a licença e permissão de uso da tecnologia desenvolvida, basta entrar em contato com a Agência UFPB de Inovação Tecnológica (Inova), através do e-mail [email protected].

Plataforma dará cachê a 600 a maquiadores autônomos que estão sem trabalhar por causa da Covid-19, saiba mais clicando aqui.

Fonte: G1

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,444,158SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Bailarina que teve perna amputada volta a dançar e inspira outros jovens

Nascida no estado do Missouri, Estados Unidos, Gabi Shull foi diagnosticada com um câncer ósseo quando tinha nove anos de idade. Um trauma para...

Cientistas criam vacina que corta efeito do crack e cocaína

O dependente não terá o efeito das drogas caso elas sejam consumidas.

Mãe induz parto para que o marido com câncer terminal conheça a filha antes de morrer

Depois do parto, ele foi o primeiro a segurar a menina no colo.

Travesti é aprovada em 1º lugar em universidade federal

O preconceito contra pessoas transexuais e travestis é um dos maiores obstáculos para a sua inserção social em diferentes esferas. A aprovação da travesti...

Modelo cearense é a primeira transgênero a ilustrar a capa da Vogue Paris

A modelo cearense Valentina Sampaio faz história no mundo da moda.

Instagram