Um alfabeto que possibilita tanto os cegos quanto os que enxergam a ler o mesmo livro

0
2845

A Associação Tailandesa dos Cegos, em parceria com a BBDO Proximity, conseguiu aproximar cegos e videntes (pessoas que enxergam) criando um livro com uma fonte especial, para que ambos pudessem ler ao mesmo tempo e mostrar que todas as crianças podem aprender a ler.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As crianças que são deficientes visuais costumam ler livros diferentes das crianças videntes por causa da letra Braille que livros impressos regulares não têm, isso leva a uma separação entre crianças cegas e crianças que enxergam.

No livro foi gravado esta nova fonte, que tem o alfabeto Braille em alto relevo e, nas partes remanescentes, a letra correspondente. Ao fim de cada página imagens também foram impressas, para que os cegos adivinhassem a figura e os videntes indicassem se acertaram ou não.

01 02 03 04 05 06 07

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.