Um livro-documentário sobre a medicina humanizada no Brasil

No Brasil, sabemos que os hospitais públicos são caóticos e hostis, e por isso muitas vezes médicos e enfermeiros tem uma relação distante com seus pacientes, mas felizmente temos ouvido muito falar sobre a humanização da medicina.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O fotógrafo André François percorreu o Brasil capturando as relações entre médicos, pacientes, profissionais de saúde, familiares, dentro e fora do ambiente hospitalar. O resultado é o livro-documentário “Cuidar”.

Estas fotografias documentam os desafios e conquistas de equipes de saúde em diferentes realidades brasileiras, ampliam a reflexão sobre a humanização hospitalar e inspiram novas iniciativas que agregam carinho e dignidade às rotinas desses profissionais.

01 02 03 04 05 06 07 08 09 11 Pós cirurgia - o médico anestesista Julio acompanha o menino que retornou da mesa e acorda da anestesia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Um livro-documentário sobre a medicina humanizada no Brasil 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,971,659SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estas fotos de partos são de tirar o fôlego de tão sublimes

A dor e a alegria de um parto em imagens fascinantes.

Campanha no metrô de SP chama atenção para causa da educação

Epson, Casa do Zezinho e Avery Dennison chamam atenção de usuários do metrô de São Paulo para causa da educação.

Depois de apelo da mãe, ladrões devolvem bike a menino no aniversário da morte do pai

Este é um tema muito delicado, que já abordamos algumas vezes aqui no Razões, trata-se do arrependimento de pessoas que, por algum motivo, roubaram...

O enorme poder da leitura e da música para as crianças

Por Aline Melo Muitas mães acham perda de tempo ler para os bebês, pois eles ainda não aprenderam a falar. Mas não há idade para...

Por muitos anos ela teve vergonha do seu rosto e hoje empodera meninas da periferia (SP)

Quando tinha apenas 3 meses de vida, Amanda Oliveira sofreu um acidente doméstico e queimou o seu rosto com água fervente. Durante muitos anos,...

Instagram

Um livro-documentário sobre a medicina humanizada no Brasil 3