Uma carta aberta para minha mãe

Aproveitando o projeto que fizemos onde pedimos para que escrevessem uma carta para suas mães e depois ligassem pra elas e lessem, resolvi também fazer a minha carta:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mãe,

Que semana atribulada hein? Mas tenho certeza que tudo que acontece na nossa vida e na nossa família é para nos deixar mais fortes ainda.

Parece clichê, mas não conheço pessoa mais “com cara de mãe” do que a senhora, seja pela torta fria que a senhora faz ou simplesmente pelo carinho e cuidado que tem com todos ao seu redor ou ainda pelo seu inconfundível “mermã”, que é como cê chama todo mundo.

Aliás, não sei como a senhora consegue administrar tanta coisa: seu trabalho, a casa, o pai, minhas irmãs, meus sobrinhos, eu (à distância), a Célia que lava roupa, o almoço de domingo, o joguinho no celular do Daniel, o salão pra fazer o cabelo, o cafezinho sempre pronto quando qualquer pessoa chega em casa, as conversas com a família no Maranhão, enfim, é tanta coisa que fico cansado só de listar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E a senhora faz tudo isso sem reclamar e sempre da melhor maneira possível, procurando agradar a todos.

Quem vê a senhora toda engraçada (sério, a senhora é uma das pessoas mais engraçadas da vida, e nem precisa contar piada pra isso, as coisas que a senhora faz me deixa rindo sozinho, que a senhora nem percebe) mal sabe que dentro dessa casca também tem uma leoa, que não se faz de rogada quando se trata de defender suas crias, no caso, a gente.

E do jeito maravilhoso que a senhora sempre nos educou, sempre de forma amorosa (a senhora e o pai nunca nos bateram, aliás, a única vez que a senhora ameaçou o fazer a gente começou a rir) e sempre com muita liberdade para ser o que quisermos, o que aliás sempre causou muita controvérsia com os familiares, pois vocês sempre foram os pais amigos dos nossos amigos, e isso foi tão, tão importante na formação da minha personalidade que a senhora nem imagina.

Mesmo quando eu era pequeno e não entendia muito bem o porque de termos mudado de cidade, e percebia que algumas coisas (que hoje sei que tratavam-se de problemas financeiros) não estavam indo tão bem, a senhora nunca, repito nunca, deixou que soubéssemos de nada. Sempre sendo um grande escudo pra gente, para que o impacto da falta de dinheiro não afetasse nossa vida familiar e escolar.

Aliás, muito devo a você e ao pai o gosto pela leitura e a habilidade com a escrita, cresci vendo o pai sempre ler muito e a senhora sempre me incentivando dando livros maravilhoso, o primeiro deles nunca esqueço e acredito que a senhora também não: O Conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A vida dá muitas voltas, e graças ao Razões, pude conhecer muita gente incrível, lugares maravilhosos e fazer viagens inesquecíveis. Mas de tudo isso, sabe o que mais gosto? Dormir depois do almoço na cama de vocês, de preferência em cima da pilha de roupa lavada que a senhora acabou de tirar do varal. (Sim, é estranho, mas a senhora sabe que eu gosto! hauahuau)

Não tenho palavras pra expressar minha admiração pelo que a senhora fez, de largar a faculdade ainda jovem pra cuidar dos filhos (que vieram em escadinha) e depois se formar em Pedagogia depois dos 50 anos.

Por isso, fico muito feliz de poder registrar aqui minha eterna gratidão por tudo que a senhora e o pai fizeram por mim, não tenho a menor dúvida de que o que eu sou hoje eu devo a vocês.

Obrigado de todo meu coração, você é a melhor mãe do mundo, não esqueça disso. Te amo muito, do seu filho, Paulinho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

11203055_10206111542405224_1135419896128193229_n

[UPDATE 1]

Quero agradecer à Alcatel que mandou um celular lindão pra minha mãe e no qual eu tirei a foto da capa do post. Lembrando que esse texto não é um publi, mas faço questão de dizer o modelo: Pixi4 6.0 (com uma tela gigantona).

Como disse, ela é sensacionalmente engraçada, olha só:

 

[UPDATE 2]

Pra quem não entendeu o porque de eu ter colocado Paulinho no final, meu nome completo é Vicente de Paulo Carvalho Júnior, mas minha família toda me chama de Paulinho. <3

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,836,848SeguidoresSeguir
24,786SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Casal viaja de bike pelo mundo com os 4 filhos pequenos

Martin, alemão, e Julie, canadense, se conheceram em uma passagem pela Austrália e logo perceberam que as viagens seriam parte de suas vidas. Foram...

O mundo ainda vai precisar de carros? Sim, mas não do jeito que estamos acostumados a usar

O automóvel sempre vai fazer parte das soluções de mobilidade, mas não podemos pensá-lo como única solução.

Famílias voluntárias substituem abrigos e acolhem crianças abandonadas temporariamente

Pioneiro no Estado do Rio, o programa Família Acolhedora, lançado em 2010, conta com 21 famílias aptas para acolher crianças de 0 a 11 anos em vulnerabilidade.

Garoto de 8 anos sai do carro da mãe e ajuda idosa a subir escada

“Ela estava lutando, então decidi ajudá-la”, disse Maurice, que não sabia que estava sendo filmado no momento.

Artista transforma embalagens de lanche escolar do filho em verdadeiras obras de arte

Quem não se lembra das lancheiras decoradas que levava para a escola quando criança? Só que chega uma hora que as crianças crescem e...

Instagram

Uma carta aberta para minha mãe 3