Unidas da fossa: projeto apoia mulheres com problemas amorosos e incentiva novas amizades

Romper o relacionamento é um momento muito delicado para a maioria das pessoas. São diversas questões emocionais envolvidas que impactam – e muito – em todos os âmbitos da vida. Com o intuito de dar suporte, acolher e inspirar as mulheres em processo de término de namoro, separação ou qualquer problema afetivo, em junho de 2017 nasceu o Unidas da Fossa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Unidas da fossa: projeto apoia mulheres com problemas amorosos e incentiva novas amizades 3

O UDF, como muitas chamam, surgiu de um término de namoro inesperado da publicitária e jornalista de comportamento paulistana, Camila Oliveira.

A ideia foi trazer identificação para pessoas que estão passando pelo mesmo contexto, dividir o seu ‘luto’ pessoal, compartilhar dicas e conselhos e formar uma rede de solteiras para viverem juntas essa nova fase da vida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Quando passamos por algum término, divórcio ou outros sofrimentos na vida pessoal, é muito comum buscarmos histórias de superação e apoio em mulheres que estejam passando pelo mesmo que nós. Essa empatia me fez ter o insight de criar o Unidas Da Fossa”, explica Camila.

Além da criação de conteúdo, Camila também atua no SAC e interação, dando aconselhamento personalizado a cada uma.

“Uma menina do Rio de Janeiro veio conversar comigo que estava em um relacionamento super abusivo, onde o namorado não agredia mas não deixava ela sequer ir na faculdade. Ela contou que só conseguia conversar no Unidas Da Fossa, que estava super sozinha, pois nem ter amigas mais ela podia (já que o namorado estava sempre perseguindo-a). Conversamos bastante, dei todo apoio, conselhos de como ela podia sair da relação.
Em paralelo, uma outra carioca me contou que não conseguia esquecer um ex-namorado que já até havia batido nela. Quando ouvi a história vi que ela tinha criado uma relação totalmente de codependência emocional por esse relacionamento, por apego e por estar sozinha.
Resolvi apresentar as duas meninas e elas se tornaram amigas. A primeira conseguiu terminar o namoro e agora ambas vão dividir um apartamento e morar juntas! Fiquei HIPER feliz”, contou Camila.

Diariamente são cerca de 20 mensagens privadas de desabafos, e inúmeros comentários nas postagens e vídeos. A publicitária também tem planos de criar ações off-line, como viagens, eventos, festas e passeios.

“Quero que as mulheres se sintam vivas e vejam que o fim de um relacionamento pode ser o começo de outras novas possibilidades. Tenho seguidoras de todas as idades e diferentes histórias, muitas perderam o contato com as antigas amigas, e outras que o grupo social é junto do ex. Com o Unidas sei que novas amizades podem surgir e todas se sentirem mais acolhidas”, explica.

Nas redes

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para ter acesso a todo o conteúdo do Unidas Da Fossa, basta acessar o endereço eletrônico:  www.facebook.com/unidasdafossa. Também está presente no Instagram e no Youtube ​​

Fotos: Divulgação

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,849,393SeguidoresSeguir
24,910SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Surfista cria ‘sugador’ de lixo que ajuda a despoluir oceanos

O surfista Pete Ceglinski sempre se incomodou com a sujeira que se acumula nas docas e portos por onde passou. Então ele desenvolveu um dispositivo...

Cão salva menina de 7 anos de ataque de cascavel

O valente Haus, da raça pastor alemão, pulou na frente da menina Molly DeLuca, de apenas sete anos, na Flórida, nos Estados Unidos, quando...

Torcedor do Cruzeiro, garoto com câncer ganha camisa autografada e mensagem do ídolo Fred

Alan ficou eufórico e feliz com a camisa e o vídeo do jogador Fred, seu ídolo no time azul.

Menina de 4 anos canta canção de ninar para bebê esquilo perdido e vídeo viraliza

Vídeo fofo demais para ser visto uma única vez! 🐿❤👧

Jovem cria websérie para conscientizar homens trans sobre o câncer de mama

O estudante afirmou que o vídeo é a “sua própria representatividade”, uma vez que nenhuma campanha sobre câncer de mama contempla as pessoas trans.

Instagram

Unidas da fossa: projeto apoia mulheres com problemas amorosos e incentiva novas amizades 5