Universidade atende pedido de mãe e entrega diploma em Braille para estudante deficiente visual

Na última sexta (9), a conclusão dos estudos da aluna do curso de Estética Taís Machado Araujo, 25 anos, ficou marcada por uma surpresa que emocionou a todos no Centro Universitário IBMR, campus Catete, no Rio de Janeiro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Deficiente visual, ela recebeu o diploma em Braille.

Foto: Clarissa Barbosa

A ação foi um pedido especial da mãe, Meg Machado, que acompanhou de perto a trajetória da filha no Ensino Superior ao longo dos três anos de aulas, porém, ela também não sabia que o documento havia sido providenciado.

De acordo com o Instituto Benjamin Constant (IBC), Taís deve ser a primeira aluna de Instituições de Ensino Superior do Estado do Rio de Janeiro a receber o diploma em Braille no momento da colação, cujo direito é Lei Estadual desde setembro de 2019.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Esse é o primeiro caso de diploma impresso em braile do qual tomamos conhecimento no Rio de Janeiro”, afirma João Ricardo Melo Figueiredo, diretor-geral da instituição ligada ao MEC.

Foto: Clarissa Barbosa

[Nota da Redação]

Mulher trans cuida do irmão como se fosse um filho:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,642,968SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Supermercado oferece carrinhos adaptados para crianças com deficiência

A rede de supermercados Wegmans adquiriu e distribuiu dezenas de carrinhos de compras adaptados para todas as suas lojas espalhadas pelos Estados Unidos. Os...

Engenheira Aeroespacial dos EUA será a primeira mulher negra em longa missão da Nasa

Jeanett Epps acaba de se tornar a primeira mulher negra selecionada para uma missão à Estação Espacial da Nasa (ISS). A viagem ainda está...

Com 4º lugar em Maratona, corredora usa prêmio para ampliar escola no Quênia

A maratonista queniana Nancy Kiprop, de 40 anos, ficou em quarto lugar na Maratona de Nova York, realizada no dia 3 de novembro. A sua...

Com cuidado e carinho, ele teve um importante papel na recuperação da autoestima de uma garota em situação de rua

É impressionante como a vida nos retribui com coisas boas, quando propagamos amor e fazemos o bem! A vida moderna, muitas vezes nos faz...

Criado por pesquisador brasileiro, hidrogel de gengibre evita amputação em diabéticos

O INPA - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia e o pesquisador Carlos Cleomir de Souza Pinheiro desenvolveram um hidrogel à base de gengibre amargo, capaz de evitar...

Instagram