Universidade do Rio de Janeiro revalida diploma de engenheiro refugiado sírio

O mundo vive uma séria crise migratória e humanitária, por isso é tão importante falarmos sobre direitos humanos e sobre a questão dos refugiados. No último domingo, 10 de dezembro, comemoramos o Dia Internacional dos Direitos Humanos e o sírio Anas Abdulrjab teve mais um motivo para comemorar. Anas tem 32 anos e em 2004 mudou-se para a Líbia, onde ele se formou em Engenharia de Telecomunicações pela Universidade de Tripoli.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

São diversos os motivos que fazem as pessoas se refugiarem em outros países, mas o que tem sido o causador número um de uma das maiores ondas migratórias da história da humanidade, são as guerras no oriente médio. Foi por isso que Anas acabou vindo para o Brasil, em 2015.

Logo que ele chegou, no Rio de Janeiro, começou trabalhando em um café e depois passou a cozinhar especialidades sírias. Logo em seguida ele tentou fazer a revalidação de seu diploma, mas a coordenação do curso de graduação em Engenharia de Telecomunicações. Ele então optou por cursar três disciplinas presenciais na UFF – Universidade Federal Fluminense, mesmo porque seria uma maneira dele ficar fluente no português.

Ele não somente foi aprovado com sucesso nas três disciplinas, como interagiu muito bem com seus colegas de classe e agora ele comemora a revalidação de seu diploma, que permitirá que ele trabalhe como engenheiro no Brasil. Ele, que não pensa mais em ir embora, afirma que o Brasil foi o único país que o acolheu e que não tem nem palavras para descrever a imensa gratidão que sente pelo nosso país!

Parabéns, Anas! Você merece!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações de UFF

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,415,745SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menina de cinco anos leva o pai cego para o trabalho todos os dias

Uma menina de cinco anos acompanha, diariamente, o pai, que sofre de cegueira, para o trabalho, nas Filipinas.

Mulher que teve o útero transplantado dá à luz nos Estados Unidos

Se fazer um parto já deve ser uma coisa pra lá de emocionante, imagina então quando a mãe pôde dar à luz através de...

Batismo de bebê conta com bençãos de familiares católicos, espíritas, evangélicos e umbandistas

Quando completou três meses de vida, o pequeno Iago recebeu as bençãos de sua família, cada qual à sua maneira: uma avó é católica,...

Professor e alunos criam canal para discutir filosofia de forma descontraída no YouTube

Cada vez mais a tecnologia se aproxima da educação e todos só tem a ganhar, pois são inúmeras as possibilidades. Um exemplo disso são...

Corredor de ultramaratona adota cachorrinha que correu com ele 123 quilômetros

O ultramaratonista Dion Leonard ganhou a companhia de uma cachorrinha enquanto corria a ultramaratona de 250 km no deserto de Gobi, na China. A...

Instagram