Universitário vende brownies para dar cadeira de rodas a adolescente com paralisia cerebral

Clique e ouça:

Um estudante universitário vende brownies para arrecadar dinheiro e comprar uma cadeira de rodas para um adolescente que tem paralisia cerebral, em Várzea Grande, na Região Metropolitana de Cuiabá.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

William Lima, 21 anos, ficou comovido depois de ler um post sobre a situação de Rodrigo Alves Silva, 17 anos, no Facebook, e decidiu ajudar. As informações são do G1.

Leia também: Pai constrói ‘cadeira de bicicleta’ para filho com paralisia cerebral

O estudante de ciências contábeis vende os brownies por 5 e 7 reais, dependendo do sabor. Tem o de doce de leite, com nozes, creme de avelã, brigadeiro e café, além do tradicional.

estudante vende brownies comprar cadeira rodas menino paralisia cerebral

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele compra os brownies por um preço mais baixo de uma empresa, que também quer contribuir na causa. Além disso, a família de Rodrigo ajuda nas vendas.

William começou a vender os brownies no início de agosto e até agora arrecadou cerca de 700 reais. A cadeira que pretende comprar para Rodrigo custa 5 mil.

Ele conta que decidiu ser voluntário na campanha porque sua mãe também ajudava a família de Rodrigo com leite, fraldas e comida.

“Minha irmã tem microcefalia e sei o quanto é necessária uma cadeira de rodas”, disse.

Os pontos de entrega dos brownies para os clientes são universidades localizadas em Cuiabá e Várzea Grande.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

estudante vende brownies comprar cadeira rodas menino paralisia cerebral

Devido à paralisia cerebral, Rodrigo é totalmente dependente da família e toma remédios caros para controlar as convulsões, tosse e falta de ar.

“Ele faz quatro inalações por dia para poder respirar melhor e quatro refeições por dia”, explica a mãe do adolescente, Antônia Alves da Conceição.

Antônia é mãe de Rodrigo e de mais quatro filhos que moram com ela. Ela sobrevive com doações de alimentos, remédios e fraldas. “Estamos vivendo com doações de amigos porque eu não posso trabalhar pois preciso cuidar do Rodrigo”, afirma.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quem tiver interesse nos brownies do William e puder ajudar o Rodrigo, basta entrar em contato com o estudante pelo telefone (65) 99242-6353.

crédito da foto: Antônia Alves e William Lima/Arquivo pessoal

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,026,690FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
12,006SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens antecipam casamento após saber que um deles tem apenas 5 meses de vida

Se você, assim como eu, se acabou de chorar vendo "Um amor para recordar" lá em 2002, se prepare: essa história é real, e...

Policiais unem-se a manifestantes em ato contra racismo e violência, nos EUA

É preciso tomar muito cuidado com generalizações, afinal, a profissão e a raça de uma pessoa não podem a definir. E para provar isso, diversos...

Engenheiro cria próteses gratuitas para pessoas carentes em impressora 3D

Aos 24 anos, o engenheiro industrial Guillermo Martinez decidiu usar todo seu conhecimento e criatividade em prol das pessoas carentes. Depois de comprar uma...

Pela primeira vez o Solstício de verão de Stonehenge será transmitido online

Pela primeira vez na história poderemos acompanhar o solstício de verão de Stonehenge online, o evento marca o dia mais longo do ano e...

Instagram