Universitário vende brownies para dar cadeira de rodas a adolescente com paralisia cerebral

Um estudante universitário vende brownies para arrecadar dinheiro e comprar uma cadeira de rodas para um adolescente que tem paralisia cerebral, em Várzea Grande, na Região Metropolitana de Cuiabá.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

William Lima, 21 anos, ficou comovido depois de ler um post sobre a situação de Rodrigo Alves Silva, 17 anos, no Facebook, e decidiu ajudar. As informações são do G1.

Leia também: Pai constrói ‘cadeira de bicicleta’ para filho com paralisia cerebral

O estudante de ciências contábeis vende os brownies por 5 e 7 reais, dependendo do sabor. Tem o de doce de leite, com nozes, creme de avelã, brigadeiro e café, além do tradicional.

estudante vende brownies comprar cadeira rodas menino paralisia cerebral

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele compra os brownies por um preço mais baixo de uma empresa, que também quer contribuir na causa. Além disso, a família de Rodrigo ajuda nas vendas.

William começou a vender os brownies no início de agosto e até agora arrecadou cerca de 700 reais. A cadeira que pretende comprar para Rodrigo custa 5 mil.

Ele conta que decidiu ser voluntário na campanha porque sua mãe também ajudava a família de Rodrigo com leite, fraldas e comida.

“Minha irmã tem microcefalia e sei o quanto é necessária uma cadeira de rodas”, disse.

Os pontos de entrega dos brownies para os clientes são universidades localizadas em Cuiabá e Várzea Grande.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

estudante vende brownies comprar cadeira rodas menino paralisia cerebral

Devido à paralisia cerebral, Rodrigo é totalmente dependente da família e toma remédios caros para controlar as convulsões, tosse e falta de ar.

“Ele faz quatro inalações por dia para poder respirar melhor e quatro refeições por dia”, explica a mãe do adolescente, Antônia Alves da Conceição.

Antônia é mãe de Rodrigo e de mais quatro filhos que moram com ela. Ela sobrevive com doações de alimentos, remédios e fraldas. “Estamos vivendo com doações de amigos porque eu não posso trabalhar pois preciso cuidar do Rodrigo”, afirma.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quem tiver interesse nos brownies do William e puder ajudar o Rodrigo, basta entrar em contato com o estudante pelo telefone (65) 99242-6353.

crédito da foto: Antônia Alves e William Lima/Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,640,029SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pai faz pegadinha para dizer a seus filhos que ele ganhou milhões na loteria

Senhor Poul Hjortbøl começa o vídeo falando que saiu do seu emprego, mas ele fala também que outra coisa aconteceu, que ele ganhou um...

Enfermeira adota crianças com doenças terminais abandonadas por suas próprias famílias

O diagnóstico de uma doença terminal é avassalador para qualquer paciente, mas imagine para uma criança? 😞 Infelizmente, para algumas delas, essa realidade pode ser...

Projeto voluntário leva amor e comida aos moradores de rua de Barcelona

O Proyecto Amor en Accion, é um projeto sem fins lucrativos que foi criado em Barcelona para ajudar a moradores de rua e a...

Esse texto vai fazer você enxergar o Brasil com outros olhos

Eu tenho escutado muito por aí: “o Brasil não tem jeito mesmo. ” Como assim não tem jeito? Tem gente que ainda não percebeu...

Pequena Lô: mineira com síndrome rara faz vídeos hilários e conquista web

Certamente você já deve ter visto pelo menos um vídeo da Pequena Lô rolando por aí, seja no Tik Tok ou no Instagram. A...

Instagram