Universitários do Pará desenvolvem app que ajuda cegos a saberem que ônibus pegar

Pegar um ônibus pode até parecer uma tarefa simples do cotidiano, mas para quem é deficiente visual, não! Pensando nisso, alguns alunos que estudam Engenharia da Computação na (UFPA) Universidade Federal do Pará criaram um aplicativo que ajuda as pessoas cegas a identificarem os ônibus, sem precisar ficar dependendo dos outros.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E o melhor de tudo é que esse aplicativo funciona sem precisar estar conectado à Internet! Funciona assim: o usuário abre o aplicativo e aponta em direção ao ônibus – a uma distância de 10 metros – que ele identifica e diz, por um sistema de voz, para onde vai aquele busão!

A ferramenta tem recursos de visão computacional, que identifica o código que tem ao lado do ônibus e associa à linha do ônibus que tem na base de dados, mas por enquanto só funciona na região metropolitana de Belém, no Pará, mas a ideia é espalhar pelo Brasil inteiro.

O aplicativo chama BusID e os gênios que o criaram já pensam em expandi-lo em breve, já que a ideia é tornar a vida dos deficientes visuais mais fácil e menos dependente. Essa criação maravilhosa foi feita por Alberto Neto, Alexandre Nogueira, Risonaldo Moura e João Borges. Parabéns!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assista abaixo a reportagem feita pela TV Cultura sobre o aplicativo:

Com informações de Só Notícia Boa

Fotos: reprodução Youtube – TV Cultura

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,261,441SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Chegam ao mercado alianças de casais do mesmo sexo

A Casa das Alianças acaba de lançar sua coleção de alianças focada no público LGBT, seguindo o caminho de empresas de outros segmentos. “Cada vez...

Menino de 8 anos abre floricultura em casa para ajudar a mãe, que perdeu o emprego na pandemia

Berenice Pacheco deve estar muito orgulhosa do filho Aaron, de 8 anos. Quando soube que ela estava desempregada, por causa da crise causada pela...

Justiça de SP proíbe vaquejadas e provas de laço em Barretos

Por decisão unânime, o Tribunal de Justiça de São Paulo proibiu as provas de laço e vaquejada com animais no Rodeio de Barretos. As...

“Ela apareceu aqui com um bebê nos braços. Como recusar ajuda?”, desabafa mãe que adotou 2 filhos da cunhada viciada em drogas

Karla Salvador, de 35 anos, assumiu a guarda de dois sobrinhos, que foram abandonados pela mãe em situação de rua. "Passamos em todas a bocas...

Brasileiro cria versão de “O Rei Leão” com animais da Amazônia

O ilustrador Vilmar Rossi criou ilustrações inspiradas em "O Rei Leão", só que com uma diferença: os animais não são da savana africana, mas da fauna brasileira.

Instagram