Advogado revitaliza canteiros abandonados e flores atraem borboletas

Entre a rua e a ciclovia, em canteiros abandonados, advogado cultiva espécies de flores que fornecem alimento e abrigo a borboletas. As primeiras já chegaram!


advogado cria canteiro atrair borboletas
PUBLICIDADE ANUNCIE

Apaixonado por árvores e plantas, o advogado Heitor Wegmann Júnior, 49 anos, não se conformava em ver canteiros abandonados, entre a rua e a ciclovia, no entorno da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro. Teve, então, uma ideia: usar o espaço para plantar flores que atraem borboletas.

O jardim começou a ganhar forma no início de abril, quando Heitor plantou flamboyant-mirim, conhecido por atrair borboletas e beija-flores, em um primeiro canteiro, na altura da saída do Clube Naval (Piraquê). Aproveitou para também plantar grama-amendoim, espécie de grama bem resistente, já que o espaço fica próximo a um ponto de ônibus.

advogado cria canteiro atrair borboletas
Nos canteiros onde antes só havia árvores, foram plantadas flores

Em um segundo momento, ele plantou mais de 200 mudas de lantanas. Além de atrair borboletas, essa flor é resistente ao sol. Desde então, Heitor vai até lá regá-las todos os dias que não chove.

PUBLICIDADE ANUNCIE
advogado cria canteiro atrair borboletas
Com recursos próprios, Heitor já plantou mais de 400 mudas de flores

O meu sonho é cultivar o jardim em todo o entorno da Lagoa, mas por enquanto estou bancando sozinho e faço aos poucos. No meu aniversário, me dei de presente um canteiro com mais 160 mudas e terra preta”, conta Heitor.

No total, ele estima já ter plantado mais de 400 mudas de flores. E o projeto começa a ganhar adeptos: “Um morador do Jardim Botânico, o Claudio Barbosa, vai doar 300 mudas. É uma pessoa super do bem, que cuida de todas as árvores que plantei na Rua Oliveira Rocha quando fui presidente da Associação de Moradores e Amigos do Jardim Botânico.”

Borboletas posadas em flores
Em pouco mais de um mês, as primeiras borboletas já chegaram

Para coroar o esforço de Heitor, as primeiras borboletas já chegaram. Basta ir ao local e observar o movimento colorido entre as flores. Ah, mas se não for passar por ali, acesse a página Borboletário da Lagoa, que Heitor criou no Instagram para mostrar ao Rio as novas habitantes da região.

Fotos: arquivo pessoal

Conteúdo do Rio de Boas Notícias, site parceiro do Razões.

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar