Experimento da Heineken diminui número de motoristas que bebem e dirigem

Com estímulos simples é possível fazer que o condutor reflita sobre a decisão correta a ser tomada quando está ao volante.


experimento heineken diminui número motoristas bebem dirigem
PUBLICIDADE ANUNCIE

Um Experimento da Heineken, baseado em ciência comportamental, mudou o comportamento de 25% dos motoristas que iriam beber álcool e dirigir.

Pioneira no Brasil, a ação já aconteceu em outros países e faz parte da iniciativa global When You Drive Never Drink, que há três anos atua na conduta dos motoristas que misturam álcool e direção.

De acordo com pesquisa global realizada anteriormente, 68% dos motoristas entrevistados bebem álcool antes de dirigir: 49% das vezes se deixam levar pelo momento devido à pressão dos amigos (peer pressure).

Leia também: Idosa que era carregada por motorista ganha cadeira de rodas

experimento heineken diminui número motoristas bebem dirigem

O intuito do Experimento no Brasil era provar que aplicando estímulos simples é possível fazer que o condutor reflita sobre a decisão correta a ser tomada quando está ao volante, transformando também o peer pressure em pressão ao incentivo (peer support).

Realizada em 18 bares de São Paulo e Porto Alegre ao longo de duas semanas, no ano passado, a pesquisa analisou condutores de ambos os sexos. A primeira semana foi dedicada ao controle, que avaliou o consumo e comportamento real das pessoas sem a intervenção da marca.

experimento heineken diminui número motoristas bebem dirigem

Já na outra semana, os estabelecimentos receberam 18 intervenções, chamados nudges, criados especialmente para conscientizar, encorajar e apoiar os motoristas a não ingerir bebidas alcoólicas e dirigir: distribuídos desde o vallet, entrada, mesa, banheiro, até o discurso dos garçons.

experimento heineken diminui número motoristas bebem dirigem

experimento heineken diminui número motoristas bebem dirigem

experimento heineken diminui número motoristas bebem dirigem

PUBLICIDADE ANUNCIE

experimento heineken diminui número motoristas bebem dirigem

Para auxiliar na decisão de mudança de comportamento, a marca também desenvolveu um cardápio especial para condutores com drinks sem álcool e estimulou as pessoas a assumir um compromisso público assinando o “juramento do motorista”.

experimento heineken diminui número motoristas bebem dirigem

experimento heineken diminui número motoristas bebem dirigem

Leia também: Motorista de ônibus para veículo e ajuda homem cego a atravessar a rua

Todos que assinaram recebiam uma gratificação imediata oferecida pela marca, trabalhando desta forma o viés do presente: técnica adotada em intervenções comportamentais em todo mundo que consiste na percepção do valor de uma decisão e no ganho de uma recompensa para o futuro.

experimento heineken diminui número motoristas bebem dirigem

experimento heineken diminui número motoristas bebem dirigem

Resultados

Durante o controle realizado entre os dias 3 e 5 de outubro foram entrevistados 427 motoristas: 252 em São Paulo e 175 em Porto Alegre; 55,5% assumiram o risco de beber e dirigir.

Duas semanas depois, entre os dias 17 e 19 de outubro, agora com os bares sinalizados com os nudges, foram entrevistados 460 motoristas, sendo constatada uma redução de 25,2% no número de motoristas que beberam e dirigiram, destes 45,3% condutores de Porto Alegre e 12,9% de São Paulo.

Outro apontamento é que os efeitos da intervenção foram maiores dentro do grupo de motoristas que tinham menos de 32 anos de idade, e entre mulheres. A pesquisa ainda avaliou que nos bares mais engajados a cada 100 motoristas, 35 foram impactados a não consumirem álcool naquela noite.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

crédito das fotos: Divulgação

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar