Projeto da USP vai levar fogões solares para comunidades vulneráveis de São Paulo

A USP está com um projeto muito bacana, que levará fogões solares para as comunidades de baixa renda em São Paulo. Eles darão os fogões e ainda farão o monitoramento da qualidade do ar interno de cada casa e a saúde dos moradores. Maravilha, não?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O projeto ajudará famílias carentes e ainda atenderá três dos importantes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Os idealizadores criaram um fogão que é capaz de usar a energia do sol, que é de graça, para cozinhar e assar alimentos de forma eficiente, segura e sem geração de poluentes.

fogão solar da USP

O professor Alberto Hernandez Neto, da Escola Politécnica da USP, diz que não há desafios tecnológicos, mas uma mudança cultural.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Como o cozimento dos alimentos demora um pouco mais, se compararmos com os fogões convencionais, será necessário que a população atendida entenda o processo e programe melhor o preparo das refeições.

Mais saudável que o fogão a lenha

O último relatório divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2018, 14 milhões de famílias ainda utilizam fogões a lenha no Brasil. O aumento do desemprego e o alto preço do gás de cozinha são algumas das justificativas apontadas.

Márcia Akemi Yamasoe, professora do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP, diz que os fogões a lenha são uma saída sustentável, mas ainda oferecem risco para a saúde de quem usa.

Principalmente para mulheres e crianças, a poluição do ar indoor, por causa da fumaça, pode causar graves problemas cardíacos e respiratórios”, afirma.

Além disso, caso esses fogões fiquem dentro de casa, a poluição em ambientes internos é ainda outro fator de risco. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que os efeitos da poluição externa e interna do ar causam 7 milhões de mortes por ano.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os fogões com luz do sol são totalmente sustentáveis e ainda reduzem esses dados. A USP ainda não deu o prazo correto para a distribuição e nem o volume exato de peças que serão entregues, mas liberou uma entrevista com os pesquisadores envolvidos, mostrando parte da fabricação dos novos fogões.

Confira:

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

VEJA TAMBÉM:

Avó e neto viralizam na web com vídeos de humor! A gente não tem estrutura pra tanta fofura desses dois!

FONTE: CicloVivo

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,261,441SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Irlandês constrói um chalé para sua cadela no quintal de casa e você vai amar cada detalhe!

Não é só em outros cães que o chalé particular de Maya desperta inveja. Também acaba sobrando para nós, humanos! Rs Brincadeiras à parte,...

Cientista desvenda as emoções por trás de cada tipo de lágrima

Você já se perguntou se as lágrimas de dor são diferentes das lágrimas de alegria? Rose-Lynn Fischer sim. Foi essa pergunta que a fez analisar as estruturas das lágrimas usando poderosos microscópios.

OMO lança a primeira garrafa feita com plástico retirado do litoral brasileiro

A OMO vai incluir plástico retirado do litoral brasileiro nas garrafas da edição especial da linha OMO Multiação.

Médico atende pedido de menino e ‘opera’ ursinho de pelúcia

O trabalho que esse médico realizou em um hospital na cidade de Nova Escócia, no Canadá, impressionou muita gente por sua delicadeza e cuidados...

Músicos viram a tristeza da garçonete e cantaram uma música para animá-la

Uma banda de pagode chamada InovaSamba teve uma linda atitude. Ao perceberem que a garçonete estava triste em um posto de gasolina onde tomavam café,...

Instagram