Projeto da USP vai levar fogões solares para comunidades vulneráveis de São Paulo

A USP está com um projeto muito bacana, que levará fogões solares para as comunidades de baixa renda em São Paulo. Eles darão os fogões e ainda farão o monitoramento da qualidade do ar interno de cada casa e a saúde dos moradores. Maravilha, não?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O projeto ajudará famílias carentes e ainda atenderá três dos importantes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Os idealizadores criaram um fogão que é capaz de usar a energia do sol, que é de graça, para cozinhar e assar alimentos de forma eficiente, segura e sem geração de poluentes.

fogão solar da USP

O professor Alberto Hernandez Neto, da Escola Politécnica da USP, diz que não há desafios tecnológicos, mas uma mudança cultural.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Como o cozimento dos alimentos demora um pouco mais, se compararmos com os fogões convencionais, será necessário que a população atendida entenda o processo e programe melhor o preparo das refeições.

Mais saudável que o fogão a lenha

O último relatório divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2018, 14 milhões de famílias ainda utilizam fogões a lenha no Brasil. O aumento do desemprego e o alto preço do gás de cozinha são algumas das justificativas apontadas.

Márcia Akemi Yamasoe, professora do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP, diz que os fogões a lenha são uma saída sustentável, mas ainda oferecem risco para a saúde de quem usa.

Principalmente para mulheres e crianças, a poluição do ar indoor, por causa da fumaça, pode causar graves problemas cardíacos e respiratórios”, afirma.

Além disso, caso esses fogões fiquem dentro de casa, a poluição em ambientes internos é ainda outro fator de risco. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que os efeitos da poluição externa e interna do ar causam 7 milhões de mortes por ano.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os fogões com luz do sol são totalmente sustentáveis e ainda reduzem esses dados. A USP ainda não deu o prazo correto para a distribuição e nem o volume exato de peças que serão entregues, mas liberou uma entrevista com os pesquisadores envolvidos, mostrando parte da fabricação dos novos fogões.

Confira:

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

VEJA TAMBÉM:

Avó e neto viralizam na web com vídeos de humor! A gente não tem estrutura pra tanta fofura desses dois!

FONTE: CicloVivo

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,561,690SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Empresa brasileira cria tampas de garrafas que viram peças de montar

Poder reutilizar embalagens nem sempre é possível, normalmente tudo que consumimos é jogado no lixo ou reciclado. Foi pensando nisso que surgiu as Clever...

Dona Marta, os livros e sua encantadora rede de leitores em escola de Campinas

(Por Ingrid Vogl) Quem vai pegar livro hoje? Com esta pergunta, a professora aposentada Marta Maria Sêda de Moraes, 72 anos, ou simplesmente Dona Marta,...

Conheça a biblioteca-livraria na Colômbia que agrada a todos

Com uma biblioteca-livraria assim, quem não ia querer alimentar o hábito da leitura? Localizada na Colômbia, a 9 3/4 Bookstore + Café é um espaço...

Em SP, faculdade inaugura biblioteca comunitária aberta 24 horas por dia

Na cidade de São Paulo, no bairro da Vila Mariana, está localizada uma das mais conhecidas faculdades de comunicação, a ESPM - Escola Superior...

Engenheiro do Alemão cria impressora 3D com sucatas de ferro-velho

"A ideia é ter uma tecnologia 100% favela, mostrar que somos mais do que estatística de violência, somos o futuro", diz Lucas.

Instagram