Anvisa aprova uso de vacinas contra Covid-19 e enfermeira paulista é a primeira a ser vacinada no Brasil

A notícia mais esperada dos últimos meses no país chega em uma tarde de domingo. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso emergencial das vacinas CoronaVac e Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19. E logo após a aprovação, por unanimidade, a vacinação já foi iniciada em São Paulo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos de idade, foi a primeira a receber a vacina da CoronaVac. Mônica é enfermeira intensivista, trabalha na UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo.

Além de ser profissional de saúde, também tem obesidade, sofre de hipertensão e diabetes. Ao ser vacinada, simbolizando o início da imunização no país, ela se emocionou bastante.

Enfermeira com braço em punho após ter sido vacinada da Covid-19
Foto: Danilo M Yoshioka/Futura Press/Folhapress

“Não é apenas uma vacina. É o recomeço de uma vida que pode ser justa, sem preconceitos e com garantia de que todos nós teremos as mesmas condições de viver dignamente, com saúde e bem-estar”, afirmou a enfermeira. Nossa, discurso forte e emocionante da enfermeira, mulher, negra e que mora na Zona Leste paulista.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Atuando desde maio na linha de frente de combate à Covid-19, Mônica Calazans decidiu trabalhar no Instituto mesmo sabendo do risco. “A vocação falou mais alto”, disse.

Mônica representa muito bem a população brasileira por vários motivos. Ela trabalhou como auxiliar de enfermagem durante 26 anos e decidiu fazer faculdade anos mais tarde, tendo conseguido o diploma aos 47 anos.

Ela é viúva, mora com o filho e cuida da mãe, de 72 anos de idade. No ano passado, Calazans ganhou o prêmio Notáveis CNN 2020 pela sua luta contra o coronavírus.

Quem cuida do outro tem que ter determinação e não pode ter medo. Quem tem um dom de cuidar do outro sabe sentir a dor do outro e jamais o abandona,” disse.

A vacinadora incumbida da missão de realizar a primeira imunização do país foi a enfermeira Jéssica Pires de Camargo, da Coordenadoria de Controle de Doenças e mestre em Saúde Coletiva pela Santa Casa de São Paulo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Enfermeira sendo vacinada da Covid-19
Jéssica foi a responsável por vacinar Mônica. Foto: Amanda Perobelli/Reuters

“Não esperava ser a pessoa a aplicar esta primeira dose. Isto me enche de orgulho e esperança de que mais pessoas sejam protegidas da COVID-19 e que outros colegas de profissão possam sentir a mesma satisfação que sinto ao fazer parte disso”, afirmou Jéssica.

E tem mais. A primeira indígena a ser vacinada, já que os índios também fazem parte do grupo prioritário da vacina, foi também uma enfermeira. E Mônica anunciou com prazer:

Apesar da chegada da vacina, muita gente ainda está sofrendo, a exemplo dos pacientes de Manaus, que ficaram sem oxigênio esta semana. Fizemos uma vaquinha no VOAA para levar cilindros de oxigênio ao estado do Amazonas. Clique e contribua!

Vacinação deve ser estendida para todo o país

Com a aprovação do uso emergencial das vacinas, a projeção do Ministério da Saúde é que até a próxima quarta-feira, 20, a campanha de imunização seja estabelecida em todo o país.

Sala de reunião da Anvisa com diretores sentados à mesa
Uso das vacinas foi aprovado por unanimidade por direção colegiada da Anvisa. Foto: Divulgação

A CoronaVac é da farmacêutica chinesa Sinovac/Biontech e, no Brasil, é produzida conjuntamente com o Instituto Butantan. A outra vacina é da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), desenvolvida pela Universidade de Oxford, em parceria com a farmacêutica AstraZeneca.

A autorização para uso emergencial se restringe ao pedido das duas produtoras das vacinas para os lotes que já foram produzidos, de seis milhões de doses da CoronaVac e dois milhões da Oxford/AstraZeneca.

Isso já é uma ótima razão para acreditar que teremos dias melhores em breve.

Fonte: saopaulo.sp.gov.br

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,419,547SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Mulher vítima de violência doméstica assume o cargo do marido agressor, na Argentina

Durante muitos anos, Valéria Juárez sofreu abuso do ex-marido. Essa mulher ficou com muitos traumas físicos e psicológicos, mas conseguiu dar a volta por...

No Dia Internacional da Adoção, garotinho faz vídeo fofo contando como foi adotado e ganha a internet

Bernardo é filho da Kandre e do Marcos. Ele foi adotado em 2017, quando tinha 6 anos. Nesta segunda-feira, 09 de novembro, Bernardo fez...

Reserva destina doação de 1500 refeições com verba que seria para impressão de convites do SPFW

Sabe aqueles convites glamurosos que muito jornalistas recebem sobre um evento e que, muitas vezes não servem pra nada? Pois é, a Reserva resolveu dar uma...

Pesquisadoras da Unicamp desenvolvem colírio que evita e trata a perda de visão em diabéticos

Uma dupla de pesquisadoras brasileiras desenvolveu um colírio que previne e combate a perda da visão entre os diabéticos, a chamada retinopatia diabética. "A grande vantagem...

Aposentado se forma em Direito aos 72 anos. “Me sinto feliz e satisfeito”

Terminar uma faculdade é o sonho de quase todas as pessoas. Receber o diploma é um momento único para todo aluno. Só que para...

Instagram