Vacina experimental pode prevenir infecção de HIV entre mulheres, revela estudo

Ahh, a Ciência! Existe uma grande epidemia de HIV em curso na África Subsaariana e 25% dos novos casos ocorrem entre as mulheres.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O mundo olha atento agora para uma vacina que pode prevenir esse contágio e os resultados dos primeiros testes são animadores, conforme anunciou o Instituto Wits de Saúde Reprodutiva e HIV da África do Sul.

Helen Rees, diretora executiva da entidade, disse que a cada ano 240.000 pessoas são infectadas pelo HIV na África Subsaariana.

Uma injeção de Cabotegravir a cada dois meses poderia prevenir a infecção entre as mulheres com uma eficácia de 89%.

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“A resposta tem sido animadora. Trata-se de mais uma alternativa para a prevenção contra o HIV que se encaixa na vida das mulheres”, destacou a pesquisadora Sinead Delany-Moretlwe, que dirigiu o estudo conhecido como HPTN 084.

“É um método avançado porque receber uma injeção a cada oito semanas é algo simples, discreto e também elimina o estigma social de viver rodeada de comprimidos”, explica, comparando com o tratamento atual de prevenção à infecção pelo HIV, Profilaxia Pré-Exposição (PrEP), que implica tomar comprimidos diariamente.

Fernanda tem 19 anos, uma filha pequena e descobriu um câncer raro. Vamos ajudá-la a custear seu tratamento? 

Entenda o estudo

O estudo contou com mais de 3.200 mulheres entre 18 e 45 anos com risco de contrair o vírus causador da Aids em Botsuana, Quênia, Malaui, África do Sul, Suazilândia, Uganda e Zimbábue.

Do grupo que recebeu o Cabotegravir, quatro foram infectadas pelo HIV em comparação com 34 infecções no grupo que tomou PrEP.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Os resultados são importantes e oportunos já que necessitamos com urgência de mais métodos para prevenir o HIV entre as mulheres com maior risco de contraí-lo para que não dependam do uso diário de comprimidos, preservativos ou abstenção sexual”, celebrou em comunicado a UNAIDS, programa das Nações Unidas de combate à Aids.

“Como uma vacina contra a Covid-19, agora devemos trabalhar para garantir que essas injeções que podem mudar a vida (das mulheres) sejam acessíveis e distribuídas de forma equitativa”, continuou a ugandesa Winnie Byanyima, diretora executiva da UNAIDS.

Por enquanto, a vacina não tem um custo de produção estabelecido, segundo Delany Moretlwe, que também alertou que o processo de fabricação e distribuição não será concluído dentro de “dois ou mais anos”, quando é esperado que os serviços locais de planejamento familiar tenham as injeções de Cabotegravir como outra opção para prevenção do HIV.

Tudo começa no primeiro passo e ele foi dado!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

[Nota da Redação]

A Água Camelo é uma mochila que fornece água limpa para famílias de baixa renda! Com o apoio de Cielo, ampliará ainda mais esse impacto, olha só: 

Fonte: Cultura Colectiva| Foto de capa: Reprodução/UADY

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,824,688SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Garoto de 7 anos manda carta ao Papai Noel pedindo dinheiro para remédio de amigo

Você sabia que todos os anos, no período do natal, crianças do Brasil inteiro enviam suas cartinhas para o Papai Noel para o correio...

Noruega doará US$ 70 milhões para preservação da floresta Amazônica

Por Agência Brasil O Fundo Amazônia receberá do governo da Noruega uma doação de US$ 70 milhões. Conforme anúncio feito nesta terça-feira (4) pelo Ministério do...

Menina surda ensina língua de sinais para o seu cãozinho surdo

Julia é uma garotinha americana, de 10 anos, que nasceu surda. Seu melhor amigo, o cachorrinho Walter, de apenas sete meses, também tem deficiência...

O reencontro comovente entre a cadela que foi separada dos seus filhotes

De acordo com os funcionários do abrigo, os quatro filhotes ainda precisavam dos cuidados da mãe e corriam risco de vida.

Mãe “supera” morte de filho doando seu leite materno

Nas redes sociais, ela encontrou seis mães que precisavam de leite para dar de alimento aos seus bebês.

Instagram