Para valorizar a autoestima, alunos de escola pública fazem bonecos de si mesmos

Monaliza Furtado é professora da rede pública municipal há 18 anos e, atualmente trabalha na Escola Municipal de Ensino Fundamental Esperança, em Montenegro, Rio Grande do Sul. Neste ano, ela desenvolveu um projeto especial com os alunos do quarto ano do ensino fundamental, que tinha como objetivo trabalhar a representatividade e o empoderamento da criança negra.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em relato ao site Porvir, ela diz que se inspirou em um dos maiores e mais conhecidos educadores do mundo, Paulo Freire, a professora utilizou a letra da música “Bonecas Pretas”, da cantora Larissa Luz para propor uma reflexão crítica sobre a realidade, questionando os alunos com perguntas como : “Se eu não pareço com quase nenhuma boneca ou personagem em destaque, será que não sou tão bonito? Não sirvo como modelo? Como se dá a construção do conceito de beleza? Somos livres pra construir a ideia de bonito ou feio?”

Relacionado: Menina de 2 anos dá a melhor resposta para caixa que “questionou” a escolha de boneca negra

Além de terem entrevistado a escola inteira para descobrir quais as características físicas que os estudantes consideravam bonitas nos outros, depois foram até as lojas de brinquedos mais próximas à escola, para saber se a criança negra estava sendo bem representada, já que a grande maioria dos alunos da escola é negra.

Para valorizar a autoestima, alunos de escola pública fazem bonecos de si mesmos 3

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Surpresa com o resultado da pesquisa, Monaliza percebeu que havia um consenso: grande parte dos alunos tinham problemas de autoestima, consideravam quem tem cabelos lisos e olhos claros mais bonitos do que eles e, em alguns casos, mal conseguiam se olhar no espelho.

Após este trabalho inicial, as crianças construíram bonecos e bonecas com as mesmas características físicas que eles, para que eles se sentissem representados e ela confirma: “As crianças negras, principalmente, melhoraram significativamente o olhar sobre si mesmas, fator esse que me enche de alegria”.

Para valorizar a autoestima, alunos de escola pública fazem bonecos de si mesmos 4

A iniciativa também foi apresentada às famílias dos alunos, que apresentaram o resultado desde intenso trabalho proposto por Monaliza. Eles saíram de sua zona de conforto, aprenderam, se questionaram e, sobretudo, criaram um senso crítico que levarão com eles para o resto de suas vidas, que mostra que, representatividade importa sim e que para que exista respeito, aceitação e empoderamento, precisamos estar abertos a conversar abertamente sobre as coisas. Que projeto incrível!

Com informações de Porvir

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: reprodução vídeo Youtube

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,845,820SeguidoresSeguir
24,881SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Com vaquinha, mulher que teve mãos decepadas pelo ex-marido ganha próteses

No final do ano passado, batemos a meta da vaquinha para a compra das próteses da Geziane. Ela está conseguindo fazer atividades do dia a dia que tanto sonhava.

Milionário árabe irá construir casa nova para garoto peruano que estuda com luz de poste

O milionário também vai financiar um pequeno negócio para a mãe do garoto e ajudar sua escola.

Fotos hilárias mostram o que acontece quando você deixa uma criança sozinha por “1 segundo”

Há um famoso ditado que diz: "O silêncio é ouro, a menos que você tenha uma criança pequena. Nesse caso, o silêncio é muito suspeito". Nós...

Debaixo de chuva forte, 5 mil pessoas fazem fila para doar medula para menino com câncer

Era um dia de forte chuva em Worcester, na Inglaterra, e cinco mil pessoas aguardavam numa fila, onde ficaram por horas, para saber quem...

Skol convida ilustradoras para recriarem pôsteres machistas da marca

Uma coisa não tem mais volta (ainda bem): marcas machistas não são mais toleradas ou absorvidas de forma velada e sem cobrança de um...

Instagram

Para valorizar a autoestima, alunos de escola pública fazem bonecos de si mesmos 6