Bate meta da vaquinha para levar água limpa para aldeia no Acre

Quando recebemos a notícia de que as crianças de uma aldeia no Acre estavam morrendo pelo consumo de água contaminada, ficamos devastados! A solução para ajudar essas crianças e suas famílias da aldeia Novo Natal, da etnia Kaxinawá, que fica às margens do Rio Jordão, era a construção de um poço no valor de R$ 16.900.  

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

À frente desta ação, a fundadora do Instituto A Nossa Jornada (que já falamos aqui), Renata Quintella, criou o projeto “Seu amor rega Novo Natal” e nós do Razões abraçamos esta missão. Criamos a vaquinha na VOAA e graças à solidariedade de todos vocês, conseguimos bater a meta!

Em breve, atualizaremos sobre o andamento deste lindo projeto!

indígenas aldeia acre
A Nossa Jornada já realizou outros projetos para melhorar a qualidade de vida dos povos indígenas. Foto: Reprodição/Instituto A Nossa Jornada

A aldeia Novo Natal

Vivem na aldeia Novo Natal 60 pessoas que necessitam das mais básicas condições de vida e moradia.  Tem como liderança Ozélia Sales Bismani.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Essa aldeia tem em sua história uma série de dificuldades, a começar pela escravidão nos seringais, a qual seus habitantes foram submetidos, antes da demarcação de suas terras, em 1984.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por voaa – a vaquinha do razões (@voaa_vaquinhadorazoes) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por ser mulher, líder indígena não consegue recursos para a aldeia 

A Ozélia Bismani Kaxinawá, é uma das poucas lideranças indígenas femininas no Brasil. Sozinha, ela luta pelo seu povo, mas, por ser mulher, a sua voz não tem força. Enquanto as aldeias com líderes masculinos conseguem ter mais visibilidade, ela sofre com a situação precária que as famílias da Novo Natal vivem. Ozélia pede socorro pelas crianças e suas famílias.

líder indígena aldeia acre
Ozélia Bismani Kaxinawá: mestra dos kene, parteira, cantadora na festa do nixpu pima e conhecedora de diversas narrativas Huni Kui, das dietas referentes à formação da pessoa e do uso de plantas medicinais. Foto: Reprodição/Instituto A Nossa Jornada

Com a vaquinha, levaremos água potável, mas essas famílias necessitam de outras ajudas com alimentação, roupas, atendimento médico e muito mais!

Se você tem interesse de ajudar, entre em contato com o Instituto A Nossa Jornada. Toda ajuda é muito bem-vinda!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E nós, continuamos acreditando!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,089,429SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Airbnb oferece moradia gratuita para quem não conseguir entrar nos EUA por conta de Trump

Abrir portas junta todos. Fechar portas nos divide. Vamos encontrar jeitos de conectar pessoas, não separá-las”, destacou Chesky, pedindo que quem estivesse nesta situação o contactasse.

Policial compra bolo de aniversário para jovem que chorava por terem esquecido a data

O que você faria se todo mundo que você conhecesse esquecesse de seu aniversário? Esta situação, hipotética para muitos, aconteceu com um garoto tailandês....

Gata cega resgatada de abrigo vira companheira de aventuras dos tutores

A gatinha Honey Bee não possui visão alguma. Completamente cega, ela foi resgatada pelo abrigo e clínica Animals Fiji, e foi adotada por Sabrina...

Igreja abre as portas e abriga 70 moradores de rua em São Carlos (SP)

Com a chegada do frio, a Paróquia de São João Batista, em São Carlos (SP), decidiu abrigar os moradores de rua da cidade no...

99 cria ferramenta que permite passageiro pagar gorjetas virtualmente!

A gorjeta virtual já é uma realidade! A 99 (aplicativo de táxi) recentemente lançou uma ferramenta que permite ao usuário pagar a gorjeta de forma...

Instagram

Bate meta da vaquinha para levar água limpa para aldeia no Acre 3