Família despejada de casa em Carmópolis (SE) recebe ajuda de internautas

No dia 15 de janeiro, policiais e agentes enviados pela Secretaria de Segurança Pública de Carmópolis (SE) foram cumprir um mandado judicial de reintegração de posse na Av. dos Petrolheiros, no Centro da cidade e despejaram uma família de casa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em vídeos e fotos que viralizaram nas redes sociais, o casal Adam Bruno e Rafaela Farias, e os três filhos pequenos, são obrigados a deixar a casa que construíram há anos com muitas dificuldades.

Com a repercussão, um morador de Carmópolis doou um terreno para a família. Porém, é preciso ainda preparar o terreno para depois iniciar a construção.

A família não tem nada e para ajudá-los a construir uma nova casa, lançamos a sua vaquinha na VOAA. Clique aqui e contribua.

Nas imagens, o casal é retirado à força da residência. Com uma criança no colo, Rafaela é puxada para fora da casa aos gritos e choros.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Passei um ano comendo apenas cuscuz para conseguir construir a minha casa”

Em frente à casa demolida após o despejo, Adam desabafa dizendo que passou um ano comendo apenas cuscuz para conseguir construir a sua casinha.

“O que fizeram com a gente, não se faz nem com um animal. Porque, quando a gente coloca o cachorro para fora de casa, coloca uma vasilha com água e comida e uma caminha. Colocaram eu, a minha esposa que está amamentando e os meus filhos para fora de casa sem nenhum suporte. A prefeitura ofereceu um auxílio aluguel, mas ninguém quer alugar para a prefeitura”, explicou Adam.

O pedido de reintegração de posse

O pedido da reintegração de posse, segundo o jornal Balanço Geral SE, exibido no dia 16 de janeiro, foi feito pela empresa Petrobrás. A Prefeitura de Carmópolis não teria nenhuma ligação com a ordem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo uma nota publicada nas redes sociais da prefeitura, “a presente ação de reintegração de posse foi exclusivamente movida pela Petrobras” e “a área desapropriada refere-se a área de servidão da Base de acesso dos poços assim como das suas instalações acessórias”.

Sobre a ação, conforme informou a assessoria da Polícia Militar do Estado de Sergipe para o Jornal Balanço Geral SE, “foi o cumprimento de um mandado de justiça” e caso houvesse desobediência, precisaria usar a força policial.

O jornal também informou que a prefeitura iria abrigar a família alugando uma casa. Porém, segundo Adam, os proprietários não querem alugar casa para a prefeitura, por conta de inadimplências.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

policiais e agentes enviados pela Secretaria de Segurança Pública de Carmópolis foram cumprir um mandado judicial de reintegração de posse em Carmópolis
Foto: Arquivo Pessoal

policiais e agentes enviados pela Secretaria de Segurança Pública de Carmópolis foram cumprir um mandado judicial de reintegração de posse em Carmópolis
Foto: Arquivo Pessoal

Família está desabrigada

Para não ficar na rua, Adam e a família estão numa casa inacabada de um colega. A casa não tem banheiro, privada e nem torneira.

“Só tem uma torneira na parte de fora, onde lavamos a louça e tomamos banho”, disse.

família despejada de casa em Carmópolis
Foto: Arquivo Pessoal

família despejada de casa em Carmópolis
Foto: Arquivo Pessoal

Vamos ajudar essa família a dar a volta por cima? Clique aqui e contribua com a vaquinha.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,845,820SeguidoresSeguir
24,881SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Greve dos caminhoneiros faz produtor doar 4 mil litros de leite

O produtor poderia simplesmente despejar a mercadoria, mas preferiu alimentar dezenas de famílias, em Lagoinha (SP).

Estudantes reivindicam que casais LGBTs entrem na quadrilha de festa junina – e conseguem!

No vídeo eles contam um pouco mais sobre tudo que passaram e reafirmam que não fizeram todo esse "alvoroço" com o objetivo de provocar nem chocar ninguém, mas sim distribuir a igualdade e trazer à tona uma discussão tão essencial nos dias de hoje.

Ele nasceu na zona de guerra, mas seu destino sempre foi cantar!

Conheçam a história de Emmanuel Kelly, um iraquiano, nascido durante a guerra, e que foi adotado por uma das voluntárias, e que conta sobre...

Após 40 anos, ex-alunos se reencontram para fazer mutirão no colégio onde estudaram em Goiânia

“A carinha de cada um faz a gente retornar àquele tempo gostoso."

Estagiária coloca todos da empresa para correr em prol do tratamento de uma menina de 7 anos

A Priscila Souza Rodrigues convocou os colaboradores da TOPdesk para ajudar no tratamento de uma menina que tem uma síndrome rara.

Instagram

Família despejada de casa em Carmópolis (SE) recebe ajuda de internautas 3