Internautas fazem vaquinha para homem que tem só 2 meses de vida se não conseguir medicamento para o câncer

0
388
homem com lesões de câncer na pele

O Seu Valmiro convive com um câncer agressivo há mais de 20 anos. Ele já perdeu um olho, parte de suas orelhas, além de ter lesões na pele. Valmiro sente tanta dor, que vive à base morfina

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sua única salvação é um medicamento, chamado CEMIPLIMABE, que nem nos seus melhores sonhos ele conseguiria pagar. Infelizmente, o SUS não fornece a medicação.

A quimio e radioterapia, feitas na rede pública, também não surtiram efeito. E é aí que nós entramos! 💪

Lançamos uma vaquinha na VOAA para dar ao Seu Valmiro o direito à vida. Clique aqui e faça uma doação.

Sua única chance

Seu Valmiro mora em Iporá (GO) e descobriu o câncer há mais de 20 anos, enquanto acompanhava sua mãe em uma consulta para tratar um câncer de útero. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A médica viu as lesões e, desde então, Valmiro fez um tratamento atrás do outro, e mais de 300 cirurgias para retirar os tumores. Gente! TRE-ZEN-TAS CIRURGIAS. É muito sofrimento! 💔

O caso é tão sério que, além de já ter perdido partes do corpo, ele vive com lesões que doem absurdamente e sangram com frequência. Sua boca não tem mais a mesma abertura (por isso, ele só consegue se alimentar com líquidos). Valmiro também sente muita fraqueza e tontura o tempo todo.

Sabe qual é uma das suas maiores vontades? Deixa que ele mesmo responde:

“Eu tenho tanta vontade de comer um arrozzinho, um feijão. A vontade é tanta que às vezes eu bato o arroz no liquidificador para conseguir sentir o gosto.”

Apesar de tudo, continuou trabalhando

Mesmo passando por tudo o que já foi falado, até cinco meses atrás, ele trabalhava na fabricação de pré-moldados. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com tantas despesas (só o colírio que ele usa custa R$ 95; Valmiro usa dois por mês) e a esposa internada no hospital, ele não tinha escolha.

Aceitamos doações via Pix, sem valor mínimo. É fácil, rápido e seguro. Clique aqui e faça uma doação

Valmiro recebe um salário de benefício, tirando, todo mês, R$ 700 para pagar as prestações do terreno onde ele e a esposa construíram um barraco. O barraco tem inúmeros problemas, até chover dentro, chove.

E o pior: ele tem apenas duas mudas de roupas; uma no corpo, e outra no varal. O que salva o casal é a ajuda de alguns “anjos”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“As pessoas dizem que homem não chora, então eu não sou homem viu (ainda disse brincando) porque chorei igual criança quando recebi a primeira cesta básica de ajuda.”

Há cinco anos, o Seu Valmiro tenta conseguir sua medicação através da Justiça. Tempo, aliás, é o que ele quase não tem. Valmiro tem apenas dois meses de vida caso não consiga o medicamento. 😔

Com o remédio, ele poderá cicatrizar suas lesões, evitar tumores novos e até mesmo voltar a comer alimentos sólidos, como um arrozinho com feijão, coisa que ele tanto quer. 

É pela vida dele que estamos juntos, mais uma vez! Faça uma doação agora e transforme o final dessa história clicando aqui.

Internautas fazem vaquinha para homem que tem só 2 meses de vida se não conseguir medicamento para o câncer 1

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.