Internautas se unem para ajudar mãe que vende balas no semáforo com os filhos

0
1719
Família vendendo balas na rua
Jéssica precisa levar os seus quatro filhos para a rua para vender balas, em Rio Branco (AC). Foto: reprodução/VOAA

A imagem de uma bebê em uma caixa de papelão é de partir o coração. Infelizmente, esta é a única maneira que a Jéssica, 29 anos, encontrou para conseguir trabalhar: levar sua filha de colo com ela para vender balas nos semáforos de Rio Branco (AC).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Jéssica também precisou levar seus filhos de 13, 7 e 2 anos para a rua, já que não tem com quem deixar em casa. A solução veio como alternativa para ajudar seu marido, que é açougueiro, a sustentar a humilde casa em que a família vive.

Para que Jéssica e seus filhos não precisem passar por esta situação, criamos uma vaquinha na VOAA. Colabore com a história desta mãe batalhadora e apoie esta família clicando aqui!

Pandemia impediu que Jéssica vendesse artesanato

Antes da pandemia do novo coronavírus, Jéssica trabalhava com artesanato, vendendo laços de cabelo. A produção era suficiente para se manter e comprar os materiais, mas a crise fez com que as vendas caíssem e obrigou esta mãe a encontrar uma nova ocupação.

Mais uma vez, o nosso anjo Derineudo nos trouxe uma história que podemos mudar. A sensibilidade do policial ao ver a cena da bebê na caixa de papelão revelou toda a dificuldade que Jéssica tem passado.

A família da jovem têm sobrevivido com doações. A campanha tem como objetivo garantir o básico à Jéssica para que ela não tenha que levar os filhos para as ruas.

Além disso, o valor arrecadado também ajudará esta mãe a montar um espaço de artesanato para vender artigos sem precisar sair de casa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Não deixe de contribuir!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.