Vaquinha para possibilitar fisioterapia de menino com doença rara arrecada mais de R$ 70 mil

Juntos, de pouquinho em pouquinho, conseguimos bater a meta da vaquinha do Pedro, jovem prodígio dos desenhos que nasceu com uma doença rara que paralisa os olhos e causa surdez severa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com a ajuda de 1367 transformadores, foram arrecadados R$ 70.520,00 – superando assim a meta de R$ 70 mil. Com esse recurso, vamos poder custear todo o tratamento que Pedro necessita, comprar um carro para permitir o retorno dele às sessões de fisioterapia e um aparelho auditivo.

O nosso obrigado a todos que fizeram uma doação e possibilitaram uma vida nova à Pedro. Vocês são maravilhosos! ❤️

A vaquinha continua aberta para contribuição. Você pode acessar agora clicando aqui!

Confira abaixo a reação do Pedro ao descobrir que sua campanha bateu a meta: 🤩

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Relembre a história

Pedro Rosa Santos, de 16 anos, tem uma doença rara, mas que não o impede de ser um artista e tanto! Fez seus primeiros rabiscos aos 7 anos, ainda no papel e ganharam forma sendo levados para a tela do computador.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Hoje, Pedro encanta com desenhos digitais feitos no paint. A vaquinha foi criada para comprar um carro para Pedro voltar às fisioterapias, um aparelho auditivo e, se possível, um computador. Graças à vocês, isso será uma realidade!

Morador de Várzea Grande (MT), Pedro aprendeu a mexer no programa sem a ajuda de ninguém. A mãe, Sybelle Rosa, 43, cria o filho sozinha – o pai ajuda com uma pensão de R$600 – e mora de favor na casa da avó de Pedro.

vaquinha voaa menino doença rara fisioterapia

Emocionada, Sybelle conta o que o desenho significa para seu filho: “Não é só um desenho. Ele se emociona. Já chegou dele desenhar e chorar ao mostrar o que ele desenhou. Eu não gosto nem de lembra. Os desenhos têm uma importância pra ele”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pedro tem Síndrome de Charge, uma desordem genética, exemplificada por um coloboma – popularmente conhecido como “olho de gato” – e paralisia no olho esquerdo, ou seja, ele não pisca.

Pedro usa colírio o dia inteiro. 😞 Sua mãe acorda várias vezes na madrugada para pingar o colírio em seu olho. Todos os seus problemas são de nascença.

Ele ainda tem crises de comportamento com traços autistas, surdez severa, e já passou por uma cirurgia no coração, com apenas seis meses de vida. Também não consegue falar, pronuncia apenas pouquíssimas palavras.

vaquinha voaa menino doença rara fisioterapia

“Não dá para acreditar. Dentro da síndrome dele, não tem nenhum que desenha. É muito difícil o que ele faz. Ele começa com um risquinho e transforma numa história. Então, tem sempre uma historinha nos desenhos dele”, conta a mãe.

Os desafios

Sybelle comprou um computador usado para Pedro desenhar e precisou parcelar em algumas prestações. Infelizmente, ela não pode trabalhar, pois Pedro precisa de atenção 24 horas por dia.

Além da pensão do menino, Sybelle recebe um pequeno auxílio do Governo. Ainda assim, o dinheiro é pouco. Quer dizer, uma cuidadora especial para Pedro está fora da sua realidade.

As terapias foram interrompidas. Não apenas por conta do isolamento da pandemia, mas também porque Pedro tem pavor de lugares com aglomerações, inclusive o transporte coletivo. Dependendo da temperatura nesses lugares, Pedro pode passar muito mal.

vaquinha voaa menino doença rara fisioterapia

“O ônibus demora muito para chegar e voltar. Ele já passou mal várias vezes dentro de ônibus. Ele tem um problema no nervo trigêmeo. Então, o Pedro não aguenta nem muito calor nem muito frio. Dá aquela dor insuportável na cabeça dele”, explica a mãe.

Além disso, era muito comum Pedro também passar mal no caminho para a escola. “É muito assustador. Por isso, resolvi deixá-lo em casa.”

Pedro parou de estudar no 5º ano do ensino fundamental. Apesar do atestado de malformações múltiplas, o pedido de uma professora auxiliar para acompanhar Pedro nas aulas foi negado, lamenta Sybelle.

Desenhos ajudam nas contas de casa

Pedro ama desenhar animais e essa paixão despertou em muita gente a vontade de ter fotos de seus pets reproduzidas em forma de desenho pelo jovem artista. E claro, os desenhos são feitos no tempo do Pedro.

Então, Sybelle nunca sabe quando poderá contar com o valor das vendas, o que não é muito, dando somente para o “básico do básico, como comida”. A mãe não estipula um preço fixo, as pessoas pagam o que consideram justo.

“Nesse ano mesmo ele fez um único desenho. Eu não posso obrigá-lo a desenhar. O que eu queria é incentivar as pessoas a comprarem desenhos que ele já criou. Eu vendo por e-mail. Não tenho dinheiro para investir na impressão”, conta Sybelle.

Desenho de cachorrinho emocionou Tatá Werneck

Tatá conheceu a história do Pedro através de nós e entrou em contato com a mãe de Pedro, Sybelle, para encomendar um desenho.

Ao perguntar qual desenho a humorista queria, Tatá Werneck pediu para que Pedro escolhesse alguma foto de sua timeline, e ele, como ama animais, escolheu uma imagem de Nino, o cachorrinho da artista.

Assim como Tatá Werneck, Pedro também emocionou o chef de cozinha, Edu Guedes, com uma arte digital de seu cachorro, Shoyu.

Clique aqui para conhecer a vaquinha do Pedro.

 

Fotos: VOAA

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM






Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,970,136SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Comunidade organizada transforma lixão em área de lazer no Ceará

Nos últimos 40 anos, o terreno baldio era usado como lixão, atraindo insetos e pequenos animais.

“Malala da Síria” luta contra o casamento de meninas com homens mais velhos em seu país

Aos 16 anos, a jovem Mezon Almellehan é conhecida como “Malala da Síria”. Mezon faz campanha pela educação e luta contra o casamento de...

Jogadores do time adversário abraçam menino de 11 anos que perdeu a mãe recentemente

Um menino de 11 anos na Argentina perdeu a mãe dias antes de uma partida de futebol entre o seu clube, o Alumni de...

Cão recebe diploma de universidade após acompanhar cadeirante nas aulas

A norte-americana Brittany Hawley e seu cachorro Griffin são inseparáveis: onde ela vai, ele vai junto. Portadora de uma doença rara que a faz sentir...

Mesmo doente e debilitado, senhor faz surpresa no hospital para a esposa, no Dia dos Namorados

Mesmo internado no hospital e debilitado, Paulo não deixou passar em branco o Dia dos Namorados. Ele preparou uma emocionante surpresa para a esposa.

Instagram