Pai pedala 35 km para agendar exames do filho com doença sem cura

O pequeno Fábio, 2 anos, foi diagnosticado com uma doença sem cura aos cinco meses de vida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os pais Leonardo Oliveira, 30 anos, e Janete de Sá, 24 anos, de Nova Iguaçu (RJ), têm passado dificuldades para custear o tratamento do filho.

A Síndrome de West, provocada pela Esclerose Tuberosa, não tem cura. Mas o tratamento dos sintomas da doença podem melhorar bastante a qualidade de vida da criança.

pai com filho que tem doença sem cura
Foto: Reprodução/Instagram @todospelofabio

Desempregado, Leonardo tentou receber o Benefício de Prestação Continuada no INSS, mas o pedido foi negado, sob justificativa de que o menino “não atende ao critério de deficiência para acesso ao BPC-LOAS”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O sonho de Leonardo é ter uma estabilidade financeira e não depender mais de doações. Por isso, criamos uma vaquinha na VOAA para montar uma salgadaria para ele. Clique aqui e contribua.

“Muitas vezes preciso sair mais cedo ou até faltar por conta do estado de saúde do Fábio, os supervisores não entendem isso. Ter um negócio meu ajudaria muito com os cuidados dele.”

Recentemente, ele precisou pedalar 35 km para conseguir agendar um exame para o filho:

 

Ver essa foto no Instagram

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma publicação compartilhada por todospelofabio (@todospelofabio) em

Vaquinha será para o pai montar sua salgadaria

O dinheiro da vaquinha vai ajudar Leonardo a montar uma salgadaria. Por enquanto, ele e a esposa compram os salgados, fritam num fogão simples e fazem a entrega numa bicicleta.

Para melhorar as vendas, ele precisa de um freezer (para estocar os salgados), uma moto (além da habilitação) e uma outra fritadeira elétrica.

“A pessoa pede, eu frito na hora e entrego de bicicleta, seja a distância que for.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

pai com filho que tem doença sem cura com a bicicleta que usa para entregar salgados
Foto: Reprodução/Instagram @todospelofabio

O casal tem mais um filho pequeno, Davi, 1 ano, e mais duas crianças, de 5 e 7 anos, que são do primeiro casamento de Leonardo.

Desde o diagnóstico, a busca por uma qualidade de vida melhor para o Fábio tem sido uma batalha.

Leonardo relatou que, infelizmente, não consegue parar num emprego, já que a condição de saúde do filho exige muitas idas ao médico.

“O benefício representaria pelo menos a garantia do medicamento. As doações têm vindo, mas é uma incerteza a cada dia”, disse.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por todospelofabio (@todospelofabio) em

Pai recebe remédio da prefeitura, mas tem mês que falta

Após a repercussão da sua história, a família conseguiu com que a prefeitura fornecesse a medicação do filho. O remédio é o Sabril Vigabatrina 500 mg, que custa até R$ 350.

“Ele toma esse medicamento desde os 5 meses de idade. No começo não pegávamos o medicamento pela prefeitura, só conseguimos depois que saiu uma matéria e com uma intimação”, afirmou.

pai com o filho que tem doença sem cura
Foto: Reprodução/Instagram @todospelofabio

O remédio evita que o menino tenha crise convulsiva, provocada pela síndrome. Já a esclerose provoca tumores nos diversos órgãos, que ainda não se manifestaram em Fábio.

Desempregado desde que sofreu agressão no último emprego

A história desse pai também ficou conhecida após ele ser agredido por um cliente num posto de gasolina que não queria aceitar uma cédula de R$ 20 gasta. O caso aconteceu em agosto do ano passado.

“Infelizmente, mesmo tentando com toda a educação trocar a nota para ele, ele me desferiu um tapa. Ele falava que era policial reformado, me ameaçando. Foi ruim passar por isso.”

Vamos ajudá-lo? Clique aqui e faça a sua doação.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,829,971SeguidoresSeguir
24,599SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Alunos organizam ‘missão’ contra bullying em escola de Curitiba (PR)

Alunos do 9º ano da Escola Atuação, no bairro Santa Quitéria, em Curitiba (PR), lançaram a “Brigada do Bullying”: um projeto que visa orientar...

A tecnologia a favor dos surdos e deficientes auditivos

Imagine um aplicativo que facilita a comunicação entre pessoas surdas e ouvintes. Ou ainda um que ajude pessoas com deficiência auditiva a sentirem todo o prazer de...

Aos 67 anos, este homem transformou 30 hectares de deserto em terras cultiváveis

Em 1974, Yacouba Sawadogo viu a seca assolar o Sahel, a zona ecoclimática e biogeográfica de transição entre o norte do deserto do Saara e o...

Fotógrafo cria coletânea incrível com fotos de gatos e seus sósias humanos

O fotógrafo Gerrard Gethings fez uma série de fotos que mostra a semelhança entre gatos e humanos. A inspiração veio depois que ele viu...

Jovem enfrenta o fogo e salva 9 coalas na Austrália: ‘Só quero ajudar esses animais’

A Austrália vive um momento turbulento de sua história: uma série de incêndios florestais, que começaram em setembro do ano passado, tem destruído a...

Instagram

Pai pedala 35 km para agendar exames do filho com doença sem cura 2