Travesti que foi vítima de transfobia recebe apoio de internautas e vaquinha arrecada R$79 mil

A travesti Cibelly, 29 anos, foi brutalmente agredida por sete homens no carnaval deste ano em Belo Horizonte (MG).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A violência dos transfóbicos foi tamanha que Cibelly ficou sem uma parte do crânio, sem voz e acamada. Revoltante para quem tem o mínimo de humanidade, né?

E não é pouca gente, não! Cibelly recebeu uma onda de amor! Em menos de 48h, batemos a meta da vaquinha lançada na VOAA para custear o tratamento da Cibelly. Continue doando, clique aqui.

travesti deitada cama paraplégica vítima transfobia
Foto: Arquivo pessoal

Entre a vida e a morte

Insultaram Cibelly dizendo palavras como “traveco”, e falavam “vira homem”. Cibelly tentou se defender das agressões e lutou pela vida sozinha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sem ajuda para se defender, Cibelly ficou entre a vida e a morte.

Na terça (16), ela voltou para sua casa, em Belém (PA), onde ficará sob os cuidados da família.

Vaquinha para custear o tratamento da Cibelly. Clique aqui e doe.

Família é simples e passa dificuldades para custear tratamento

Cibelly está sendo cuidada pelo pai, Douglas de Souza, e por uma prima, Adriely de Sousa. Ela precisa de cuidados diários importantes.

Fraldas, medicamentos, alimentação especial, fisioterapeuta, fonoaudiólogo e todo o acompanhamento médico que Cibelly precisa fazer tem um custo muito elevado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

 travesti sentada cadeira paraplégica após espancamento
Foto: Arquivo pessoal

Ela era profissional do sexo, não tinha renda fixa, muito menos garantias constitucionais para, numa situação como essa, poder se manter.

Transfóbicos continuam impunes

A punição não vai trazer de volta a vida que Cibelly tinha, mas dói saber que os agressores continuam impunes. As autoridades não deram continuidade às investigações.

O ativista e escritor Robherio Limma, fundador do Movimento Lute como Ele, criou um abaixo-assinado para que se faça justiça por Cibelly. Assine clicando aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vaquinha para custear o tratamento da Cibelly. Clique aqui e doe.

Prestação de contas

Foi pelo próprio Robherio que a história da Cibelly chegou até nós. Ele está acompanhando tudo de perto e liderando a ação.

Anos atrás, Robherio conta que sofreu o mesmo crime!

“Vinte e quatro anos atrás, fui eu que estava sendo amarrado, amordaçado e sendo violentado e a principal razão era a homofobia. Esse ano foi a Cibelly, mas amanhã pode ser outros milhares de pessoas LGBTTQIA”.

Todos os desfechos e dia a dia da Cibelly podem ser acompanhados em seu Instagram @movimentolutecomoele ou Facebook.

Vamos ajudar Cibelly a seguir sua vida com menos dor que ela já passou e continua passando? Clique aqui e contribua.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,864,101SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Gelo em forma de beija-flor surpreende dona de casa e imagem viraliza; confira

Imagine: você acorda após uma noite muito fria, abre a janela de casa e nota que o gelo que se acumulou lá fora ganhou...

Academia oferece ‘aulas de soneca’ no lugar de exercícios para quem quer descansar

São 15 minutos de alongamentos seguidos por 45 minutos de um cochilo delicioso.

Jovem brasileiro cria computador que lê reações do cérebro de pessoas em coma

O jovem cientista começou a desenvolver o dispositivo portátil dentro do seu quarto.

Pitbull acorda menino surdo para salvá-lo de incêndio em casa

O pitbull de uma família de Indiana, EUA,  está sendo aclamado como herói por alertar um menino surdo de um grave incêndio em sua...

Instagram