Vendedor de picolé ganha frango de policial após ser flagrado trabalhando na chuva e se emociona

O flagrante de um vendedor de picolé trabalhando durante um temporal, em Rio Branco (AC), emocionou toda a internet. Seu Sebastião, 55 anos, empurrava o seu carrinho enquanto chovia forte e não havia mais ninguém na rua.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O senhor caminha todos os dias, pelo menos, 15 km vendendo picolés. Para piorar sua condição, ele ainda tem sequelas motoras e dores por todo o corpo por conta de um atropelamento que sofreu 18 anos atrás enquanto trabalhava pelas ruas da capital.

Lançamos uma vaquinha na VOAA para ajudar seu Sebastião a sobreviver durante a pandemia. Com o seu apoio, este idoso não precisará mais se arriscar vendendo picolés na porta de hospitais. Clique aqui e colabore!

Fogão e vaso sanitário em casa humilde
Seu Sebastião mora em uma casa velhinha e que precisa de reparos. Foto: reprodução/VOAA

Este vendedor tem passado dificuldades, já que o movimento pela cidade tem diminuído por causa das medidas de restrição. Viúvo, seu Sebastião cuida de sua humilde casa sozinho, pois seus quatro filhos também passam por problemas financeiros.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O senhor foi encontrado nas ruas de Rio Branco por um policial militar que, sensibilizado com a cena, resolveu oferecer alimentos para ele. A campanha tem como objetivo garantir sustento para o seu Sebastião pelos próximos meses, além de ajudá-lo com uma reforma em seu lar.

Com o nosso apoio, seu Sebastião pode ter mais conforto diante de uma vida tão difícil. Não deixe de colaborar!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,415,745SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem que sofre bullying por deformidade no tórax recebe apoio de internautas

“O meu maior medo é perdê-lo”, desabafa Patrícia Souza, mãe de Renan, que nasceu com uma deformidade congênita da parede do tórax chamada pectus...

Websérie acompanha empreendedora que mudou de ramo para abrir seu próprio negócio

O ato de empreender não é pra todos, é necessário uma dose cavalar de persistência, otimismo, articulação e uma pitada de sorte (leia-se muito...

Amor atemporal: fotos antigas de casais homossexuais

Apesar de toda a luta pelos direitos dos homossexuais, a homofobia ainda é uma realidade. Os posicionamentos do deputado Marcos Feliciano no Brasil e...

Animador da Pixar lança curta sobre experiência com seu filho autista

No mês passado, a Pixar lançou três novas animações, que fazem parte do projeto "SparkShots". Uma delas é Float ("Flutuador", em tradução livre). O curta-metragem apresenta...

Professor percorre 30 Km e atravessa igarapé com água no pescoço para imprimir tarefas de alunos indígenas em RR

Telmo Ribeiro, 48 anos, é professor da escola indígena Presidente Afonso Pensa, na comunidade de Matri, em Roraíma e, com certeza, os alunos se...

Instagram