Sem-teto é retirado das ruas por amigos do ensino médio que não via há décadas

Fazia décadas desde que Coy Featherson viu seus amigos pela última vez no colegial, mas agora todos eles se reuniram para retirá-lo das ruas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em 1971, Featherson era um estudante muito popular. Foi eleito “Best All Around Guy” (uma espécie de melhor e mais simpático aluno da turma) em seu anuário do ensino médio; ele também era um habilidoso jogador de futebol e beisebol.

Entrou na faculdade com o auxílio de uma bolsa de estudos, e anos depois, trabalhou por mais de uma década como assistente de palco de Frank Zappa (1940-1993), considerado um dos melhores compositores da história do rock.

Infelizmente, há cerca de vinte anos, Coy mergulhou em dívidas e precisou deixar sua própria casa. Sem familiares para ajudá-lo (o único que estava por perto era o irmão mais novo, que falecera no final da década de 90) e dispensado do emprego (com o também falecimento de Zappa), Featherson foi para as ruas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Após 20 longos anos desabrigado, sua sorte mudou: no mês passado, uma foto de Coy foi capa de um artigo sobre o dia a dia dos moradores de rua de Austin, no Texas (EUA).

Leia também:

Leea Mechling, que era muito amiga de Featherson na época da escola, ficou chocada ao ver sua foto em destaque no artigo. Ela imediatamente entrou em seu carro e partiu para Austin na esperança de encontrar seu velho amigo.

Grupo de velhos amigos do ensino médio ajudam ex-colega desabrigado a deixar as ruas

Amigos se unem para ajudar Coy

Após quatro dias de busca, Leea finalmente encontrou Featherson alimentando alguns pombos próximo a uma igreja local. Ela abraçou o amigo e convidou-o para entrar em seu carro e guardar seus pertences.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Don Vanderburg, outro velho amigo da época do ensino médio na cidade de Corpus Christi, Texas, recebeu Coy em sua casa para passar a noite. Ele não dormia em um colchão confortável como aquele fazia 20 anos.

Seus amigos lhe deram roupas e sapatos novos e agora estão ajudando-o a ser admitido no programa de seguridade social do estado. Além disso, lançaram uma campanha de financiamento coletivo no GoFundMe para arrecadar dinheiro e alugar uma moradia para Coy. A vaquinha já levantou mais US$ 14,4 mil (7 vezes mais que a meta inicial).

“Coy é um cara inteligente, com um verdadeiro talento para a arte e para a música”, escreveu Patrick Judd, outro amigo, que criou a vaquinha no GoFundMe. “Eu queria mostrar que ele ainda está no fundo dos nossos corações, para sempre.”

Compartilhe o post com seus amigos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Tanks Good News/Fotos: Reprodução/YouTube

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,268,037SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Alexandre Pato vai pagar 6 meses de tratamento do câncer raro da blogueira Nara Almeida

Nesta semana, o jogador de futebol Alexandre Pato, anunciou que vai pagar 6 meses de tratamento para a digital influencer, Nara Almeida, de 24...

Gaúcho cria delivery de brinquedos e distribui presentes de Natal às crianças carentes

Conhecido pelas iniciativas em prol dos mais vulneráveis, o gaúcho Kaká D'Avila criou um delivery de brinquedos para distribuir presentes de natal às crianças...

USP desenvolve robô neurocirurgião que torna procedimentos no cérebro de crianças mais precisos

Viva a ciência brasileira! Pesquisadores da Escola de Engenharia da Universidade de São Paulo de São Carlos (USP), em parceria com a Faculdade de...

Células de mulher morta há mais de 60 anos já salvaram milhões de vidas

As células de Henrietta Lacks já salvaram muitas vidas nas últimas seis décadas.

Borracheiro estuda educação física nas horas vagas fazendo anotações nas paredes: ‘Ama aprender’

Vladimir Brito trabalha como borracheiro em Teresina (PI) e cursa Educação Física, onde está no sétimo período (de 8). Nos - poucos - momentos...

Instagram