Vendedor de cachorro-quente é tão ajudado que pede para as pessoas pararem de doar

Clique e ouça:

Joaquim Antônio é vendedor de cachorro-quente e quase sempre trabalhou na porta do Colégio Salesiano Sagrado Coração, em Recife (PE). Por causa da quarentena, teve que parar de trabalhar. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foi quando um ex-aluno da escola decidiu pedir doações, que esta história virou e Antônio deu uma lição de honestidade ao mundo inteiro.

Com a venda de cachorro-quente, chamado pelos seus clientes de Barruada, seu Antônio sustentou sua família por mais de 30 anos. Conhecido e extremamente querido no colégio, ele nunca deixou um só aluno passar fome, mesmo quando não tinha dinheiro para pagar. Depois de décadas de generosidade, chegou a hora do universo retribuir.

vendedor cachorro quente 1
Foto: Instagram

As baianas de acarajé estão passando por grandes necessidades e precisam da sua ajuda. Clique aqui e apoie.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Após 2 meses de quarentena e com o colégio fechado, Antônio já não tinha mais para quem vender seus hot dogs. Foi então que André Ricardo, conhecido por Arraes, um dos ex alunos do colégio, por acaso passou em frente à escola e constatou que ele já não tinha mais com o pagar suas contas.

Arraes fez um vídeo que, felizmente, circulou entre todos os ex-alunos através de um grupo de whatsapp. Eles não pensaram duas vezes em ajudar o vendedor. De acordo com Fernando Freyre, um dos ex-alunos da escola que publicou sua história em seu Instagram, Barruada não apenas sempre foi querido, como sempre tratou os alunos com respeito e até mesmo com “puxões de orelhas”, quase se sentindo pai dos “jovens” que ali frequentavam“.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Recife Ordinário (@recifeordinarioo) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O mais bonito de tudo foi que Barruada recebeu tantas doações de seus clientes, que teve que pedir para pararem de doar, pois o que ele havia recebido já era suficiente para se segurar por um tempo. 

vendedor cachorro quente 2
Foto: Instagram

Mesmo em um cenário triste como o que estamos vivendo, sempre existe espaço para a generosidade, como esta história nos mostra. Porém, com toda a simplicidade de quem passou a vida inteira vendendo cachorro quente, Antônio ensina ao mundo que honestidade não tem nada a ver com a conta bancária! Que história!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Canal Coronavírus: veja boas notícias, vagas home-office e como ajudar pequenos negócios clicando aqui.

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,075,532FãsCurtir
2,422,376SeguidoresSeguir
20,534SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Confeiteira é humilhada por cobrar taxa de entrega de R$2 e recebe apoio de internautas

A confeiteira Ângela Oliveira foi humilhada por uma cliente que se recusou a pagar a taxa de entrega do seu bolo de pote. Na troca...

Sogro anda de mãos dadas com genro para ajudá-lo a superar medo de sair na rua com o namorado

Fran guarda algumas memórias ruins de um passado recente, quando ele sofreu preconceito por ser homossexual. O jovem foi agredido fisicamente, além de ter passado...

Policial compra bolo de aniversário para jovem que chorava por terem esquecido a data

O que você faria se todo mundo que você conhecesse esquecesse de seu aniversário? Esta situação, hipotética para muitos, aconteceu com um garoto tailandês....

Após 8 anos presos em gaiolas, leões de circo são resgatados e pisam na grama pela primeira vez

Não é de hoje que percebemos uma mudança radical nos cuidados aos animais de circo. O público tem cobrado mais responsabilidade com espaço, alimentação...

Depois da formatura, ela foi até o trabalho de seu pai, que é pedreiro, para agradecê-lo

Se tem uma coisa que a paraguaia Yudit Romero reconhece é o sacrifício que o pai fez para lhe dar a melhor educação possível. Don...

Instagram

Vendedor de cachorro-quente é tão ajudado que pede para as pessoas pararem de doar 14