Vendedor de cachorro-quente é tão ajudado que pede para as pessoas pararem de doar

Clique e ouça:

Joaquim Antônio é vendedor de cachorro-quente e quase sempre trabalhou na porta do Colégio Salesiano Sagrado Coração, em Recife (PE). Por causa da quarentena, teve que parar de trabalhar. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foi quando um ex-aluno da escola decidiu pedir doações, que esta história virou e Antônio deu uma lição de honestidade ao mundo inteiro.

Com a venda de cachorro-quente, chamado pelos seus clientes de Barruada, seu Antônio sustentou sua família por mais de 30 anos. Conhecido e extremamente querido no colégio, ele nunca deixou um só aluno passar fome, mesmo quando não tinha dinheiro para pagar. Depois de décadas de generosidade, chegou a hora do universo retribuir.

vendedor cachorro quente 1
Foto: Instagram

As baianas de acarajé estão passando por grandes necessidades e precisam da sua ajuda. Clique aqui e apoie.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Após 2 meses de quarentena e com o colégio fechado, Antônio já não tinha mais para quem vender seus hot dogs. Foi então que André Ricardo, conhecido por Arraes, um dos ex alunos do colégio, por acaso passou em frente à escola e constatou que ele já não tinha mais com o pagar suas contas.

Arraes fez um vídeo que, felizmente, circulou entre todos os ex-alunos através de um grupo de whatsapp. Eles não pensaram duas vezes em ajudar o vendedor. De acordo com Fernando Freyre, um dos ex-alunos da escola que publicou sua história em seu Instagram, Barruada não apenas sempre foi querido, como sempre tratou os alunos com respeito e até mesmo com “puxões de orelhas”, quase se sentindo pai dos “jovens” que ali frequentavam“.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Recife Ordinário (@recifeordinarioo) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O mais bonito de tudo foi que Barruada recebeu tantas doações de seus clientes, que teve que pedir para pararem de doar, pois o que ele havia recebido já era suficiente para se segurar por um tempo. 

vendedor cachorro quente 2
Foto: Instagram

Mesmo em um cenário triste como o que estamos vivendo, sempre existe espaço para a generosidade, como esta história nos mostra. Porém, com toda a simplicidade de quem passou a vida inteira vendendo cachorro quente, Antônio ensina ao mundo que honestidade não tem nada a ver com a conta bancária! Que história!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Canal Coronavírus: veja boas notícias, vagas home-office e como ajudar pequenos negócios clicando aqui.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,026,578FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
11,993SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens antecipam casamento após saber que um deles tem apenas 5 meses de vida

Se você, assim como eu, se acabou de chorar vendo "Um amor para recordar" lá em 2002, se prepare: essa história é real, e...

Policiais unem-se a manifestantes em ato contra racismo e violência, nos EUA

É preciso tomar muito cuidado com generalizações, afinal, a profissão e a raça de uma pessoa não podem a definir. E para provar isso, diversos...

Engenheiro cria próteses gratuitas para pessoas carentes em impressora 3D

Aos 24 anos, o engenheiro industrial Guillermo Martinez decidiu usar todo seu conhecimento e criatividade em prol das pessoas carentes. Depois de comprar uma...

Pela primeira vez o Solstício de verão de Stonehenge será transmitido online

Pela primeira vez na história poderemos acompanhar o solstício de verão de Stonehenge online, o evento marca o dia mais longo do ano e...

Instagram