Vestido de garçom, vendedor de água inova e faz sucesso no trânsito em SP

Tudo na vida pode ser melhorado, aprimorado, ainda mais quando o tema é trabalho e em tempos de crise, que um diferencial é tudo, para fidelizar e conquistar novos clientes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foi exatamente isso que fez o vendedor de água Rodrigo de Oliveira Silva, 28.

Quem passa pela rua Estados Unidos, em São Paulo, se depara com um rapaz vestido elegantemente de garçom, equilibrando uma bandeja com águas e um balde de gelo esbanjando simpatia.

“Sou garçom de rua”, define ele. “Água, patrão? Água, meu rei?”, disse à Folha de S. Paulo. A ideia era “servir motoristas de uma forma melhor”. “Eu estava desempregado, aí, pensei: ‘Vou inventar alguma coisa. Vou pôr uma roupa e vou para cima’.”

O ex-motoboy garante que “as pessoas veem a sua aparência e aí já vende mais. Aparência é tudo.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Gosto de trabalhar com o público. Trabalho legal com o público, entendeu? As pessoas me tratam bem, dizem que inovei”, explica. Por dia, ele diz vender de 120 a 130 garrafas. O preço pode variar de R$ 2 a R$ 3. “Chego umas 10h30 e termino umas 16h30, 17h.”

Aos fins de semana, Silva vai para a praia, onde vende balões ou trabalha de palhaço. “Por enquanto, está dando certo aqui”, comemora.

Fonte: Folha de S. Paulo

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM






Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,993,160SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

[VÍDEO] Senhor de 92 anos visita sua esposa com Alzheimer todos os dias através de uma janela

Mesmo longe da esposa, Xavier, 92 anos, se faz presente todos os dias. Carmen, 90, tem  Alzheimer e mora em uma casa de repouso,...

Ex-catador, professor cria ‘computador’ de R$ 22 para alunos carentes estudarem

Hoje professor, Ciswal Santos é ex-catador de latinhas. A dureza para se graduar anos depois inspiraria Ciswal a criar um computador de R$ 22...

Peixes do Rio Doce começam a ser soltos em lagos graças ao belo trabalho de grupos voluntários

Nos últimos dias, o Brasil foi assolado pela tragédia em Mariana, cidade na Região Central de Minas Gerais, após o rompimento de duas barragens de rejeitos...

Para promover adoção, jogadores de futebol irão levar cães abandonados a campo antes das partidas

Mais do que conquistar um troféu ou medalhas, o futebol pode servir como instrumento de transformação, inclusão social e respeito ao próximo - inclusive...

100 deficientes visuais acompanharam ‘ao vivo’ a vitória do Brasil contra a Sérvia

Cerca de 100 deficientes visuais assistidos pelo Instituto Benjamin Constant (IBC) acompanharam o jogo do Brasil contra a Sérvia, na quarta-feira (27).

Instagram