Veterinária de SP implanta de graça próteses de resina em bicos e patas de animais feridos

Maria Ângela Panelli é a fada madrinha dos pássaros que precisam de uma ajudinha para voltar à natureza cheios de vida. Há mais de um ano a médica veterinária cuida dos animais que perderam o bico ou pata após acidentes. Ela reconstitui as partes afetadas, reabilita os bichinhos e os devolve ao meio ambiente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Panelli é especialista em ortopedia animal e realiza esse trabalho em sua clínica, em Barretos (SP). A veterinária cria próteses de resina plástica feitas à mão e molda diretamente nos animais, em cirurgias que duram cerca de duas horas.

Eu fico imaginando que estamos invadindo o local deles, com aquelas construções maravilhosas, com bastante vidro ou uma parede branca, e eles não enxergam tudo isso. Ou seja, aquele local que estavam acostumados a passar é interrompido de repente por uma parede de vidro, aí eles arrebentam os bicos, quebram as asas e tudo mais”, diz.

Veterinária segurando pássaro e analisando bico do papagaio após cirurgia
Panelli se satisfaz após cada resultado de cirurgia e por poder devolver o bem-estar aos pássaros. Foto: Amanda Perobelli/Reuters

A prótese pode durar a vida toda. Cada cirurgia custa entre R$ 1 mil e R$ 1.500. “Próteses para animais ainda são raras no Brasil, por isso acaba sendo uma cirurgia de custo elevado. É um trabalho feito totalmente à mão. É totalmente artesanal. Dessa forma conseguimos um resultado mais confortável para os animais. Faço gratuitamente por amor, e porque visamos ao bem-estar desses animais.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ajude o Esdras Protetor a comprar terreno para abrigo de animais. Clique e contribua com a vaquinha.

O processo usa material em acrílico e fios metálicos para sustentar as próteses no osso dos animais, seja na pata ou no bico.

Pássaro com bico quebrado e fios metálicos implantados no osso para implantar prótese
Veterinária implanta fios metálicos no osso para sustentar o molde da prótese. Foto: Arquivo pessoal

“A ave usa muito o bico para se locomover e para comer. Então, tem que ser uma forma que ela fique, realmente, incrustada no bico. Por isso, utilizamos os implantes metálicos. É vida nova para a ave, mais conforto, com certeza”, avalia a médica veterinária.

Passarinho cirurgia prótese resina no bico
Foto: Amanda Perobelli/Reuters

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pássaro após receber a prótese de resina no bico implantado pela veterinária Maria Ângela Panelli.
Pássaro após receber a prótese de resina no bico. Foto: Amanda Perobelli/Reuters

Imagem de mãos segurando pássaro e tocando no bico do papagaio após implante de resina
Foto: Amanda Perobelli/Reuters

O trabalho é realizado em parceria com outras instituições. Os animais que ganham os implantes são encaminhados pela Polícia Ambiental e por Organizações não Governamentais de proteção dos animais.

Vários animais já receberam a ajuda da veterinária. Entre eles, papagaios, periquitos, curiacas e até gaviões. Um deles é o Rambo, um gavião encontrado em um galinheiro com o bico quebrado e sem uma pata.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Imagem de gavião de lado olhando fixamente para a câmera
Rambo teve bico e pata recuperados. Foto: Valdinei Malaguti/ EPTV

“Ele perdeu uma batalha, mas a guerra não vai perder não, porque, já está se alimentando sozinho e agora é questão de tempo para se adaptar com a prótese”, disse o presidente da ONG que o encontrou, Paulo Roberto Martins.

“É um sentimento maravilhoso. A gente se emociona quando vê o bicho podendo ter um pouco de conforto novamente. No estado que eles chegam à clínica, muitos certamente iriam a óbito”, finalizou Panelli.

Voa, Planeta!

O Razões tem seu próprio podcast para espalhar boas notícias, ouça os episódios na sua plataforma favorita clicando aqui.

Fonte: G1 / Folha de São Paulo

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,096,298FãsCurtir
2,698,520SeguidoresSeguir
22,639SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jornalista almoça com idoso solitário e gesto comove a internet

O jornalista só queria comer uma feijoada para sentir que estava perto do pai dele, no Dia dos Pais, mas acabou ganhando um amigo.

Fisiculturista com paralisia cerebral ignora “limites”

Sam tem paralisia cerebral, mas isso não o impede de praticar fisiculturismo, superar os limites do seu corpo e ser um atleta vencedor.

Com ajuda de ‘vaquinha’, baiano de 11 anos consegue ingressar na Escola Bolshoi

Da Bahia para a única Escola Bolshoi fora da Rússia, que fica em Joinville, SC. Desde muito pequeno, o baiano Adrian Barreto acompanhava a saga...

Menino de 6 anos se realiza com ‘bolo’ de mortadela no aniversário

Aquela carinha de: preciso de mais nada, não!

Vídeo mostra como a reabilitação pode mudar a aparência de um morador de rua

Um incrível vídeo time-lapse mostra como a reabilitação pode mudar os aspectos de um homem abandonado. Depois de dedicar décadas ao Exército dos EUA, Jim...

Instagram

Veterinária de SP implanta de graça próteses de resina em bicos e patas de animais feridos 2