Vídeo traz resposta de três gerações sobre o que elas faziam para se divertir quando crianças

Uma coisa é fato, a forma como se ocupa o tempo livre mudou muito ao longo dos anos. Entre brincar na rua e acesso fácil aos aparelhos eletrônicos, as coisas definitivamente mudaram.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Porém, hoje, temos um número crescente de crianças obsecadas em tecnologia e mal sabem o que é viver ao ar livre.

Em um vídeo, resolveram fazer uma mesma pergunta para três diferentes gerações de uma família, avós, filhos e netos. Afinal, quando eram crianças, o que faziam para se divertir?

Como pode imaginar, as respostas mudaram muito e passam uma mensagem muito importante.

E então, certos valores foram deixados de lado? Esquecemos como passar o tempo?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assista e reflita:

Fonte: Histórias com Valor

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,763,858SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

O entregador que fotografa todos os clientes caninos que encontra pelo caminho

Há os que estimam que a vida de um motorista e entregador é solitária, mas para Scott Hodges é ela que permite conhecer o...

Creche acolhe gratuitamente cães de pessoas infectadas com o coronavírus

Uma creche de cães em Portugal vai abrigar todos os cachorros cujos donos estão infectados com o coronavírus (Covid-19). Até nesta terça-feira (24), 2,3 mil...

Universidade do Japão desenvolve coquetel que reduz o Alzheimer em 30%

A Universidade de Kyoto - no Japão, depois de recente pesquisa com células-tronco, afirmou ter encontrado um coquetel que reduz as células Beta-amiloide, que...

Ford cria casinha de cachorro que silencia barulho de fogos de artifício

Já é de conhecimento de todos que fogos de artifício barulhentos não são bons pra ninguém, nem para animais, nem para crianças, idosos ou...

Filha de pedreiro e doméstica passa em Medicina e agora vende feijoada para comprar PC para estudar

Sem cursinho, preparatório ou pré-vestibular, a estudante catarinense Camila Fernandes de Oliveira, 19 anos, foi aprovada em Medicina pela Universidade Federal de São Carlos...

Instagram