Há 6 meses, vigilantes cuidam de idoso esquizofrênico e com hábito de acumular lixo

Três vigilantes do INSS de Loanda, no Paraná, têm usado seu tempo livre para cuidar de um idoso esquizofrênico e que tem o hábito de acumular lixo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em dezembro do ano passado, o Seu Antonio, de aproximadamente 60 anos, foi fazer perícia médica para seu auxílio doença, porém, devido ao mal cheiro, ninguém conseguia chegar perto dele.

“Ele estava há 7 meses sem tomar banho… muito sujo, com odor muito forte e carregava em baixo da camiseta uma sacola com restos de comida estragada”, disse o vigilante Ricardo Souza ao SóNotíciaBoa.

Há 6 meses, vigilantes cuidam de idoso esquizofrênico e com hábito de acumular lixo 2

Ricardo e mais dois colegas convenceram o idoso a recebê-los em sua casa. Mas tudo com muito carinho e usando as palavras certas, já que Antonio é um pouco agressivo por causa da esquizofrenia.  A casa dele fica a 60 km do posto do INSS, em Querência do Norte.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Seu Antonio é agressivo mesmo. Não deixa as pessoas se aproximarem dele. A irmã dele nos contou que pessoas com farda, policial, vigilantes como nós, ele respeita”, contou Ricardo.

Há 6 meses, vigilantes cuidam de idoso esquizofrênico e com hábito de acumular lixo 3

Há 6 meses, vigilantes cuidam de idoso esquizofrênico e com hábito de acumular lixo 4

Os vigilantes levaram roupas limpas, produtos de higiene, tesoura e máquina de cortar cabelo. Chegando lá, mais do que dar banho no Seu Antonio, cortar suas unhas, cabelo e fazer sua barba, lavaram toda a casa do idoso, que estava abarrotada de lixo e entulho, atraindo ratos e baratas.

Há 6 meses, vigilantes cuidam de idoso esquizofrênico e com hábito de acumular lixo 5

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Seu Antonio parecia outra pessoa, “limpo e cheiroso, com cabelo cortado, barba feita, banho tomado…. Adotamos um senhor “filho””, contou Ricardo em sua página no Facebook.

Há 6 meses, vigilantes cuidam de idoso esquizofrênico e com hábito de acumular lixo 6

Alguns dias depois, ele voltou ao INSS e foi atendido. Agora, vestindo calça jeans, sapato, camiseta por dentro da calça e cinto.

Desde então, a cada 30 ou 40 dias, Ricardo e os outros dois vigilantes, Fábio Henrique e Ricardo Luiz de Castro, viaja até a casa de Seu Antonio para cuidar dele. Ricardo mantém contato com uma sobrinha do idoso para saber quando é hora de voltar para dar novo banho, cortar os cabelos, as unhas e fazer a barba de Seu Antonio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: Reprodução/Facebook

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM







Há 6 meses, vigilantes cuidam de idoso esquizofrênico e com hábito de acumular lixo 8

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,081,440SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Grupo de gesseiros doa 100% de pagamento recebido para comprar cadeira de rodas para colega

Ontem (21 de Fevereiro), um homem chamado Cássius Borges fez uma postagem no Facebook que achamos tão incrível, que decidimos compartilhar com vocês. Ele...

Médicos da Escócia agora podem prescrever “doses de natureza” a seus pacientes

Caminhada na praia, jantar fora, passear com o cachorro do vizinho e andar de bicicleta estão entre as atividades prescritas pelos médicos escoceses Observar pássaros,...

Homem com deficiência humilhado por atraso de salgados se surpreende com apoio: “o telefone não para”

Coisa mais linda essa corrente de solidariedade, o Rafael tá sem acreditar! Rafael foi humilhado por um cliente que não aceitou o atraso da sua...

Desempregado investe seus únicos R$ 300 em pudins, é roubado e negócio decola após desabafo na web

Quando muita gente não acreditava no Jonas, ele acreditou e sua sorte virou! Jonas é o convidado do 16º episódio do Cafezoom, mas não...

Black Friday da desigualdade: Contrate um profissional negro com 47% de desconto

Para a mesma função, um profissional negro recebe em média 47% menos que um branco.

Instagram

Há 6 meses, vigilantes cuidam de idoso esquizofrênico e com hábito de acumular lixo 9