Vítima de exploração sexual volta ao Maranhão graças à corrente de solidariedade nas redes sociais

O relato que a jovem Juliana Leandro postou no Facebook sobre a transexual maranhense Amanda, também conhecida como Suzy, que foi vítima de aliciamento sexual em São Paulo, chegou até à Secretaria de Direitos Humanos do Maranhão, que agora cuida do retorno da artista à sua terra natal.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo a publicação, Amanda, cujo nome civil é Wellington Félix da Silva, foi levada para São Paulo por uma mulher que prometeu para ela um lugar onde pudesse morar e vender os seus desenhos, inspirados em super-heróis. Mas, a mulher era, na verdade, uma cafetina que a exploraria como prostituta.

Quando descobriu que estava sendo enganada, Amanda fugiu da aliciadora e foi morar na rua, onde sofreu abusos e lutou por sua sobrevivência até encontrar Juliana no metrô do Brás. A maranhense pediu para a jovem ajudá-la a passar a catraca da estação.

Perdida e chorando, Juliana perguntou à Amanda o que tinha acontecido. Amanda contou sua história, disse o seu nome de batismo e o nome da mãe. Juliana reuniu essas informações e começou uma corrente de solidariedade na rede social para ajudar a maranhense a voltar para casa.

O post de Juliana foi compartilhado mais de 72 mil vezes e, graças a ele, o sofrimento de Amanda terminou. “Que bom que [a história] teve um final feliz”, comentou a jovem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sedihpop localiza maranhense vítima de aliciamentoCompartilhado mais de 71 mil vezes no facebook, o drama da…

Publicado por Direitos Humanos Maranhão em Segunda, 11 de janeiro de 2016

Quer ver a sua pauta aqui? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,081,366SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

João Gordo distribui ‘marmitas veganas’ para população de rua de SP

João Gordo tem cara de ‘velho ranzinza’, como o próprio se define na sua bio do Instagram, mas ele prova que solidariedade não tem...

6 Homens comem juntos no escuro. O que acontece quando as luzes se acendem é surpreendente

Sabe aquelas pessoas que falam que não gostam de algo (ou alguém), mas nunca deram chance ou experimentaram na vida antes? Ou seja, é puro...

Jovem da periferia do Rio ganha bolsa de estudos de colégio internacional em Israel

A jovem Lisiane ganhou uma bolsa do Eastern Mediterranean International Shcool, cuja missão é fazer da educação uma força em prol da paz e sustentabilidade.

Projeto ‘Eu, gorda’ empodera o corpo gordo feminino

‘Eu, gorda’, da fotógrafa Milena Paulina, traz representatividade para o corpo gordo feminino.

Professor faz desafio e aluno chora ao ligar para irmã pra dizer: “Eu te amo!” [VÍDEO]

A ideia do professor promoveu a reconciliação de Gustavo com sua irmã: "A ideia de brigar com ela me faz mal".

Instagram

Vítima de exploração sexual volta ao Maranhão graças à corrente de solidariedade nas redes sociais 3