Única brasileira aprovada em intercâmbio na Califórnia, baiana cria vaquinha para custear viagem

Liliane criou uma vaquinha para custear a viagem e as despesas que terá durante sua estadia no intercâmbio. Ela é a única brasileira selecionada pelo programa!


estudante ganha bolsa estudo califórnia
PUBLICIDADE ANUNCIE

A estudante baiana Liliane Soares, 22 anos, ganhou uma bolsa de estudos da Universidade da Califórnia para estudar empreendedorismo e inovação. Ela criou uma vaquinha no VOAA para custear a viagem e despesas que terá durante sua estadia, clique aqui e apoie.

Não foi fácil chegar até aqui. A mãe da jovem, Vera Lucia, artesã, dizia para filha “comer letra”, pois assim teria um futuro melhor do que ela teve. Liliane pegou aquelas palavras e fez delas seu passaporte para um futuro com oportunidades que nunca imaginou nem nos seus sonhos mais dourados.

“Eu não conheci minha família paterna. Meu pai morreu quando eu tinha 1 ano. De família de sangue, eu só tenho a minha mãe. Então, a gente sempre sobreviveu com pessoas que nos ajudavam, com comida, roupa, remédio, casa, quando tivemos que morar de favor”, disse Liliane em conversa com o Razões.

estudante ganha bolsa estudo califórnia
Liliane fará um intercâmbio focado em empreendedorismo e inovação na Universidade da Califórnia. Foto: Arquivo pessoal

“Inclusive, para estudar, tive que migrar de uma casa pra outra. Por isso, sempre tive a consciência de estudar para eu ter minhas coisas, conquistar espaços, e dar a minha mãe uma vida digna. A perspectiva não é morrer com 20, 30 anos”, completa.

Ainda que fossem muitas as dificuldades, as oportunidades apareceram uma atrás da outra. Em 2014, durante o ensino médio, Liliane conquistou uma bolsa de estudos da Associação Cultural Brasil Estados Unidos. A jovem terminou o curso de inglês com nível B1 de proficiência.

Dois anos depois, fez vestibular para o curso de Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Aprovada, Liliane teve que deixar a mãe em Salvador para ir morar em Teixeira de Freitas, distante 900 km da capital baiana. Liliane foi sem medo, focada, atrás dos seus objetivos! Arretada, abraçou as oportunidades que foram surgindo!

PUBLICIDADE ANUNCIE

California, here we go! 

No início do ano, a UFSB firmou uma parceria com o Banco Santander para a oferta de bolsas de intercâmbio. Em conversa com o Razões, Liliane disse que não tinha muita esperança de conseguir a bolsa em uma universidade que está no Top 5 das melhores do mundo. Liliane não só passou em todas as etapas da seleção, como é a única mulher brasileira selecionada (!) para o Le Bridge Program, da UC Berkeley.

Um programa de empreendedorismo que proporciona aos estudantes um conhecimento aprofundado sobre inovação e o processo empreendedor. De agosto a dezembro, Liliane vai passar quatro meses realizando cursos básicos para aumentar seu conhecimento técnico sobre empreendedorismo e inovação. Até avançar para a ideia de uma startup e experimentar a cultura empreendedora do Vale do Silício!

estudante ganha bolsa estudo califórnia
Universidade da Califórnia. Foto: Reprodução/Facebook University of California

“O curso vai oferecer orientações de como é empreender. O primeiro semestre é de curso, o segundo, de estágio. Os alunos serão apresentados a empreendedores, advogados, designers, uma equipe multidisciplinar. As ideias mais criativas vão receber investimento para virarem negócios”, explica a jovem.

Em janeiro de 2020, ela vai poder optar entre desenvolver a ideia da startup ou trabalhar em um projeto de inovação corporativa para transformá-la em um conceito tangível e protótipo de trabalho no Schoolab San Francisco, na Califórnia, ou em Paris, na França. Não consigo imaginar a ansiedade de Liliane, mas confesso que estou ansioso por ela!

Vaquinha

Porém, a bolsa não cobre todas as despesas que Liliane terá durante o intercâmbio. Além disso, ela só receberá a bolsa quando chegar na Califórnia: ou seja, a parte burocrática (passaporte, visto, taxa de visto) e boa parte das despesas durante sua estadia (plano de saúde, alimentação, transporte, materiais de higiene pessoal) são tudo por conta dela.

Da lista acima, a jovem riscou apenas o item do passaporte, retirado com o dinheiro de uma vaquinha de professores e colegas na universidade. Vimos que ainda falta muita coisa, então, bora ajudar a Liliane a abraçar essa oportunidade? Clicando aqui, voamos juntos com Liliane para Berkeley!

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar