Voluntários ajudam pessoas a acessarem auxílio emergencial: ‘exercitar a empatia e o amor’

Muita gente está cheia de dúvidas ou tem dificuldades técnicas para conseguir o auxílio emergencial do governo de R$ 600.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

É o caso dos idosos e daquelas pessoas que nem internet tem para solicitar o benefício pelo aplicativo ou pelo site da Caixa Econômica Federal.

É para ninguém ficar perdido que nasceu o Juntos por Direitos. Mais um projeto maravilhoso (bota necessário nisso!) do Atados, iniciativa que conecta pessoas a oportunidades de voluntariado.

banner projeto orientações auxílio emergencial
Imagem: Atados

Um time de voluntários foi treinado para tirar todas as dúvidas sobre o ‘coronavoucher’, do cadastramento até o recebimento da ajuda.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A pessoa preenche um formulário (é bem rapidinho!) e o Atados faz a conexão com um voluntário, que “devorou” o trâmite do auxílio emergencial.

“Nós acompanhamos todo o trâmite do projeto da Renda Básica Emergencial, somos um dos assinantes da campanha, e sabíamos que muitos precisariam de algum apoio para acessar o auxílio, fosse por falta de internet, ou confusão com os milhares ‘termos técnicos’ ou mesmo a burocracia pública que todos nós conhecemos”, explica Beatriz Basile, coordenadora do Juntos por Direitos.

Vaquinha para reformar casa de técnico de enfermagem que dormia em terraço para não contaminar a mãe. Clique aqui e contribua.

“Os atendimentos vão desde dúvidas específicas do passo a passo, ou de dúvidas quanto à regularização de documentos, para fazer junto o passo a passo, ou apenas dar um apoio para aqueles que diante da necessidade estavam ansiosos para receber o dinheiro”, completa.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Atados – Juntando gente boa (@atados) em

O que diz uma voluntária

Conversamos com a voluntária Amanda Cândida de Souza Nogueira. Ela contou pra gente como tem sido fazer parte dessa rede do bem.

“Poder ajudar alguém que está passando por dificuldade nesse momento é muito gratificante. Penso que hoje mais do que nunca é muito importante que a gente pense no próximo. qualquer ajuda que seja, nessa fase tão delicada que estamos vivendo, faz a gente exercitar a união, a empatia e o amor ao próximo.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Líderes comunitários e ONGs podem se juntar à Amanda, já que estão próximos ao público em vulnerabilidade que precisa da Renda Básica Emergencial. Para fazer parte, basta preencher um formulário.

selo conteúdo original

Foto de capa: Dragana_Gordic/Freepik

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,434,652SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

55 anos, 7 filhos e um sonho: gari aproveita a quarentena para se formar na faculdade

"Para quem sonha na vida, não lhes dê um motivo para fracassar". Com esta frase, a filipina Ofelia Mondaya nos ensina a jamais desistir...

Professora aposentada emociona plateia da FLIP ao contar sobre sua luta contra o racismo

Uma professora aposentada de 77 anos emocionou a todos com seu relato sobre o racismo na Festa Literária Internacional de Paraty, também conhecida como...

Menina de 6 anos que mora em hospital realiza sonho de conhecer um cachorro

Desde os sete meses de idade, Maria Nicole vive no Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), em Uberaba (MG). Ela...

Esta empresa produz móveis usando apenas madeira reciclada e com trabalhadores que moravam na rua

Compaixão, fé e esperança não são associadas rapidamente ao negócios de móveis, mas a Lamon Luther, uma empresa de móveis em Douglasville, talvez ajude...

Mesquita dentro de igreja une muçulmanos e cristãos no Canadá

Antes da igreja abrir suas portas, a comunidade muçulmana viajava duas horas até a mesquita mais próxima e uma única vez no ano.

Instagram