Voluntários levam cestas básicas para moradores de favelas que passam fome: coronavírus

Clique e ouça:

A falta de trabalho e renda por conta do isolamento social pelo coronavírus já atinge em cheio as famílias e moradores de favelas e áreas mais pobres de todo o Brasil.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Os trabalhadores daqui estão passando fome. Muitas pessoas têm trabalho informal, ficam sem condições de sobreviver”, afirmou o líder da comunidade Dique da Vila Gilda em Santos (SP), maior favela sobre palafitas do Brasil, Ronaldo Pereira.

Para ajudar esses moradores, lançamos a sua campanha na VOAA que visa distribuir cesta básicas a essas famílias. Clique aqui e contribua.

Segundo dados da pesquisa Data Favela/Instituto Locomotiva divulgada em 24 de março, 13,6 milhões de pessoas moram em favelas no Brasil e 97% já mudaram a rotina por causa do coronavírus.

favela Dique da Vila Gilda em Santos (SP)
Comunidade Dique da Vila Gilda em Santos (SP). Foto: UOL

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Porém, 86% teriam dificuldades para comprar comida e outros itens básicos se precisarem ficar em casa, sem gerar nenhuma renda. Foram entrevistadas 1.142 pessoas entre os dias 20 e 22 de março, em 262 comunidades de todo o país.

menino correndo em meio a favela Dique da Vila Gilda em Santos (SP)
Comunidade Dique da Vila Gilda em Santos (SP). Foto: Divulgação

Para acolher essas famílias que estão sem comida em suas casas, o empresário Cláudio Thiago, de São Paulo (SP), mobilizou líderes de 8 favelas brasileiras para a arrecadação e distribuição de cestas básicas.

Para ajudá-lo na compra das cestas básicas, lançamos a sua campanha na VOAA. Clique aqui e contribua.

A campanha visa doar 2 mil cestas básicas e, caso ultrapasse a meta, mais famílias serão beneficiadas. Essas pessoas precisam de ajuda agora, a fome não espera. Contribua!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As comunidades que serão assistidas pela ação são a Dique da Vila Gilda em Santos (SP), São Rafael (Guarulhos/SP), Vila Penteado (Zona Norte de SP), Morro da Pinga (Zona Norte de SP), Mata  Porco  (Zona Leste de SP), Cidade Tiradentes (Zona Leste de SP), Jardim Palmares (Cotia/SP) e ParaPedro (Complexo do Alemão/RJ).

“Os líderes dessas comunidades estão cadastrando as famílias em situação mais grave de fome. Registraremos as compras através das notas fiscais e recibos e fotografaremos as entregas”, disse Cláudio.

Ajude a garantir condições mínimas de existência a essas famílias. Clique aqui e contribua.

Cada cesta básica custa, em média, R$140 e atende por 40 dias uma família. A distribuição será feita de acordo com o levantamento e cadastro das famílias que cada líder fará.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Além do desemprego, a epidemia também dificultou doações a essas famílias. Grupos que levavam alimentos às comunidades estão evitando subir o morro para evitar o risco de contágio.

Voluntários arrecadam cestas básicas para moradores de favelas sem comida nessa quarentena pelo coronavírus
Foto: Divulgação

Voluntários arrecadam cestas básicas para moradores de favelas sem comida nessa quarentena pelo coronavírus
Foto: Arquivo Pessoal

Vamos garantir o alimento dessas famílias? Clique aqui e contribua.

 

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,026,151FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
11,931SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens antecipam casamento após saber que um deles tem apenas 5 meses de vida

Se você, assim como eu, se acabou de chorar vendo "Um amor para recordar" lá em 2002, se prepare: essa história é real, e...

Policiais unem-se a manifestantes em ato contra racismo e violência, nos EUA

É preciso tomar muito cuidado com generalizações, afinal, a profissão e a raça de uma pessoa não podem a definir. E para provar isso, diversos...

Batismo de bebê conta com bençãos de familiares católicos, espíritas, evangélicos e umbandistas

Quando completou três meses de vida, o pequeno Iago recebeu as bençãos de sua família, cada qual à sua maneira: uma avó é católica,...

Surfistas vão todos os dias à praia para salvar vidas e recebem gratidão de banhistas

Só quem já passou pelo susto de perder o controle ao nadar em um mar ou uma piscina sabe o tamanho do alívio quando...

Instagram