Vovô do Samu: socorrista de 75 anos continua salvando vidas, mesmo com idade para se aposentar

O seu João Francisco da Silva tem 75 anos e trabalha como condutor socorrista do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgênia) há 15. Mesmo com idade para se aposentar, ele não quis deixar a atividade, pois ama o que faz.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Seu João está no serviço desde que ele foi implantado em sua cidade, Campina Grande, na Paraíba. Ele foi o condutor do primeiro plantão, dirigiu a primeira ambulância e realizou a primeira ocorrência! “Eu lembro até os detalhes, foi numa sexta-feira e de lá pra cá eu me apaixonei por essa profissão”, relatou.

Ajuda para construir casa pra idoso que vive em condições desumanas

condutor samu
“A minha missão é salvar vidas”, afirma João. Foto: Codecom/PMCG

“Exemplo de ser humano”, dizem os colegas sobre o vovô do Samu

Os colegas de trabalho realizaram uma festa pra comemorar o aniversário do samuzeiro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ele é um profissional muito competente que veste a camisa pelo serviço, sendo espelho para os demais colaboradores! Chega sempre no horário e mesmo com a idade avançada, realiza ocorrências com destreza em sua condução. Tem um zelo pelo patrimônio público e realiza com afinco essa função. Exemplo de ser humano”, disse o médico Ismael Kim.

aniversário condutor samu
Os colegas fizeram uma festa para comemorar os 75 anos do seu João. Foto: Codecom/PMCG

A profissão exige bastante das equipes de socorro. Seu João dirige a Unidade de Suporte Avançado, que é designada para os casos mais graves e que tem equipe médica completa. Ele chega a trabalhar em plantões de até 24 horas. “Não tem preguiça, nem corpo mole pra mim. Pode ser o que for de ocorrência, eu faço questão de ir. Acidente, parto, gente ferida, baleada, passando mal. A minha missão é salvar vidas”, afirma. A dedicação e a competência renderam uma promoção para o cargo de supervisor de frota.

“O trabalho pode ser um fator importantíssimo para as pessoas da melhor idade. O compromisso com a função, a responsabilidade, a rotina, a atenção, as exigências da profissão podem manter a vivacidade dessas pessoas, que permanecem suas mentes em pleno funcionamento e vigor”, avaliou o coordenador do Samu de Campina Grande e colega de profissão, Carlos Alberto Oliveira.

Leia também: Aluno do Samuzinho que salvou primo engasgado se forma em socorrista-mirim

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Antes de virar condutor socorrista, seu João exerceu diversas outras atividades e criou os quatro filhos, que já se formaram, casaram e lhe deram um total de quatro netos. Os filhos são dois engenheiros, uma contadora e uma advogada, que seu João faz questão de dizer que formou com muito suor.

Ajuda para construir casa pra idoso que vive em condições desumanas

“Sou feliz porque vou fazer o que amo quando acordar”

Técnico agrícola por formação, João Francisco não descansa nos dias de folga do Samu, mas passa o dia trabalhando em um sítio. “Quando saio do serviço, vou para minha granjinha, cuidar de bicho e de roça, fazer outra coisa que também amo e nem vejo a hora passar”, relatou.

Mas é mesmo no Samu que está a maior realização do idoso. “Quando chega à noite que eu me deito e sei que vou trabalhar no outro dia no Samu, digo para a minha esposa que sou feliz porque vou fazer o que amo quando acordar”, relatou sorridente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

pai filha cantinho bambu prêmios programa tv

 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,419,547SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Universidade Federal do Paraná recebe refugiados universitários

Hora de sentir orgulho de uma iniciativa brasileira junto aos tristes acontecimentos dos refugiados. A Universidade Federal do Paraná abriu suas portas para que refugiados que...

Conheça um site com pequenas histórias de gentileza que melhoram nosso dia

Sabe aquelas pequenas situações que acontecem na sua vida, e que acabam marcando, tanto pela simplicidade quanto pelo ato de gentileza ou a situação...

Queniano de 9 anos cria máquina de lavar as mãos e recebe prêmio nacional

Foi pensando nos mais vulneráveis que vivem em condições precárias e não têm acesso ao saneamento básico, que um garoto de 9 anos inventou...

Professor borda a tabela periódica por 20 anos e viraliza ao mostrar o resultado

Há quem goste de trabalhos manuais e há o professor Bro Martin! Ele resolveu bordar a tabela periódica inteira em um tecido, mas não...

Adolescente leva amigo deficiente nas costas para a escola todos os dias há seis anos

Todos os dias nos últimos seis anos os amigos Xu Bingyang e Zhang Ze, ambos de 12 anos, têm sido inseparáveis. Quando tinha quatro anos, Zhang...

Instagram