Webdesigner parou de cobrar por seu trabalho e não se arrepende do que aconteceu

Um pai, e diga-se de passagem, de um bebê lindo, à alguns anos atrás chegou na conclusão de que, trabalhar em um emprego tradicional é algo ‘tóxico’. Adrian Hoppel, é um webdesigner na Filadélfia, atualmente ele utiliza um novo sistema na hora de apresentar seu trabalho para os clientes. Adrian não cobra mais dinheiro por seu trabalho. Ele começou a fazer uso do que chama de: “economia do presente”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Adrian explica em seu site: “Por mais de uma década eu trabalhei no mercado corporativo, e consegui o que tradicionalmente é considerado sucesso: Fui vice-presidente nos meus vinte anos, tinha grandes contas de despesas, roupas caras, viagens internacionais, bom salário, cheques de bônus e uma grande quantidade de material adquirido.         Mas eu me sentia mal, usado e amargurado. Todos os dias era como se eu fosse um ator, usando meu traje sob medida e recitando minhas falas ensaiadas, depois voltava para casa e tentava me reconectar com a pessoa que eu queria ser. Ficou cada vez mais difícil manter a aparência para o próximo show.”

Adrian explica sua filosofia de “economia presente” da seguinte forma: “Se nós decidirmos trabalhar juntos, eu vou construir um site como um presente. Depois que estiver pronto, eu o entrego a você. Então, se considerar que o projeto valeu a pena, pode escolher algo justo como presente. Não há nenhum contrato, nenhuma negociação, nenhuma pressão.”

Obviamente, para algumas realidades tal atitude seria impossível. Mas, a experiência de Adrian serve-nos para exemplificar o quanto nossa felicidade é o importante em todos os momentos, e o quanto nos anularmos é algo completamente tóxico. Podemos não adotar uma ”economia presente” de forma financeira, mas talvez possamos adotar uma “economia presente” com nós mesmos, ao invés de cobrarmos resultados perfeitos, podemos cobrar mais alegria!

512127-98d8e11e-8dfd-11e3-8dff-f6af7c30323d adrien o-ADRIAN-HOPPEL-facebook

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

15 casais recriam fotos antigas suas e provam que existe amor para toda vida

Que ninguém fica mais novo é fato! Mas não o amor, esse não envelhece, pelo contrário, só fica melhor, mais forte e mais lindo com...

Após vaquinha do Razões, homem em situação de rua e seu cão conseguem moradia

Gente, lembra do seu Sebastião e do Negão? Essa dupla emocionou todo mundo após uma foto do ex-morador de rua agasalhando o seu cão...

Se esse fosse o último ano da sua vida, como você escolheria vivê-lo?

Tem um ditado que diz que a vida é boa pra quem gosta dela. E Zach Sobiech foi uma dessas pessoas, mesmo tendo todos os motivos...

Enfermeira trata feridas de sem-teto no meio da rua

O mexicano Fher Ibarra passava por uma rua de Tijuana, na Baixa Califórnia, quando testemunhou uma cena tocante. Uma enfermeira viu um homem em situação...

Jardineiro que teve membros amputados sonha comprar triciclo elétrico com vaquinha (DF)

Apesar de ter uma série de deficiências físicas que dificultam sua mobilidade, Antônio Manuel sai para trabalhar todos os dias realizando serviços de jardinagem...

Instagram

Webdesigner parou de cobrar por seu trabalho e não se arrepende do que aconteceu 3